Criminalidade em Portugal teve uma ligeira baixa apesar da crise social

Criminalidade em Portugal teve uma ligeira baixa apesar da crise social

 

Lusa/AOOnline   Nacional   27 de Out de 2012, 13:10

O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, afirmou hoje que, apesar da crise social, os números da criminalidade em Portugal mantiveram-se no nível dos últimos anos, registando até uma ligeira baixa.

 

Numa intervenção nas jornadas parlamentares do PSD e do CDS-PP, na Sala do Senado da Assembleia da República, Miguel Macedo defendeu que "a matéria da segurança é uma prioridade política, porque ter segurança é uma vantagem estratégica para o país", e afirmou que o Governo continuará firme no combate à criminalidade.

"Apesar da situação de evidente crise social, os números da criminalidade estão dentro daquilo que tem acontecido nos últimos anos em Portugal, de resto, até com uma ligeira baixa", acrescentou o ministro da Administração Interna.

A este propósito, perante os deputados da maioria PSD/CDS-PP, Miguel Macedo pediu que se fizesse "um esforço de memória entre aquilo que aconteceu no ano passado no Algarve" pouco depois da posse do atual Governo "e a enorme diferença em termos de tranquilidade pública que foi o verão no Algarve este ano".

"Esta prioridade é uma prioridade que aponta a um designo estratégico nesta área para o país. Nós não podemos e não vamos deixar de ser um país seguro. E o Governo quando afirma esta opção define com clareza uma prioridade. Julgo que ao longo deste tempo temos sido consequentes com esta aposta estratégia e com esta prioridade política", rematou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.