Menores

Crimes sexuais contra menores triplicaram em Portugal


 

Lusa/Ao online   Nacional   27 de Nov de 2007, 07:45

Os crimes sexuais contra crianças e jovens triplicaram em Portugal nos últimos cinco anos, tendo a Policia Judiciária registado 1.300 casos em 2006 contra menos de 400 em 2001.
Dos casos de abusos sexuais contra menores registados em 2006, 81 por cento (quatro em cada cinco) foram cometidos por familiares próximos e 28 por cento por vizinhos.

    A maioria dos crimes foi em casa (60,45 por cento) e os restantes em locais ermos (7,69 por cento), escolas ou colégios (4,46 por cento) ou em meios de transporte (4,22 por cento).

    Os dados apresentados em Maio pelo coordenador do Departamento de Investigação Criminal do Funchal, Carlos Farinha, referem ainda que 34 por cento das mães das crianças e dos jovens são as principais denunciadoras.

    Estes crimes são também denunciados pelo pai (14 por cento), pelas comissões de protecção de menores (10 por cento), pelo tribunal (7 por cento) e pelas escolas (5 por cento).

    Em 96 por cento dos casos o agressor era do sexo masculino e em 75 por cento as vítimas eram do sexo feminino.

    Há ainda 4 por cento de casos de agressores do sexo feminino e 25 por cento de vítimas do sexo masculino.

    Segundo Carlos Farinha, os números revelam ainda que existem muitos agressores sexuais acima dos 70 anos e que em relação às vítimas, a faixa etária mais atingida é entre os oito e os 13 anos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.