Açoriano Oriental
De 3 a 10 de dezembro
Cresaçor organiza semana dedicada aos Direitos Humanos

“O Poder da Mensagem na Comunicação Social e nas Artes” é o foco da primeira edição da Semana dos Direitos Humanos organizada pela Cresaçor, que decorre de 3 a 10 de dezembro. Objetivo é celebrar os 70 anos da Declaração

article.title

Foto: Direitos Reservados
Autor: Carolina Moreira

Segundo a presidente do conselho de administração, Célia Pereira, os objetivos do evento passam, “em primeiro lugar, por assinalar os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e, em segundo lugar, sensibilizar para o facto de, decorridos 70 anos e apesar de todos os avanços da Humanidade, os Direitos Humanos continuarem diariamente a ser postos em causa”.

Sobre o tema escolhido para a primeira edição, Célia Pereira explica que “o crescimento e influência das redes sociais e da comunicação digital são para nós matéria de interesse, e consideramos pertinente refletir sobre o poder da comunicação na atualidade e como um canal de promoção e defesa dos Direitos Humanos”.

Por esse motivo, a Cresaçor organiza uma série de atividades para a semana de 3 a 10 de dezembro, incluindo um ‘bootcamp’ para a comunicação social.

Para Célia Pereira, o ‘Azorean Media Bootcamp’, que decorre nos dias 5 e 6 de dezembro, na sede da Cresaçor, pretende contribuir para a formação dos profissionais de comunicação da região, quer jornalistas quer alunos de comunicação que estarão a participar, e que possa servir de “incentivo ao seu crescimento e à sua formação profissional”.

Além do ‘bootcamp’, a semana começa com a inauguração de uma exposição internacional de 50 cartoons sobre os Direitos Humanos, patente do público de 3 de dezembro a 6 de janeiro, no Arquipélago - Centro de Artes Contemporâneas, na Ribeira Grande.

A Cresaçor e a Walk&Talk vão realizar também sessões de reflexão sobre o poder da arte, nomeadamente junto dos alunos da Escola Secundária Antero de Quental, onde, “através da análise de obras de arte, queremos refletir sobre os preconceitos e como é que a arte é também uma forma de refletir, comunicar e representar os Direitos Humanos”, explica Célia Pereira.

“Temos também uma Mesa Redonda, dia 5, também no Arquipélago, onde teremos a apresentação do prémio de jornalismo “Direitos Humanos e Integração”, uma iniciativa que se enquadra na nossa atividade enquanto Clube UNESCO”, realça a presidente da Crescaçor, acrescentando que o objetivo da Mesa Redonda é “refletir sobre o tema do poder da mensagem na defesa dos Direitos Humanos”.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.