Açoriano Oriental
Covid-19: Espanha regista uma morte nas últimas 24 horas e 164 novos casos

O Ministério da Saúde espanhol registou uma morte por covid-19 nas últimas 24 horas, subindo assim o número total de mortes no país devido à pandemia para 27.135, indicaram este sábado as autoridades espanholas.

Covid-19: Espanha regista uma morte nas últimas 24 horas e 164 novos casos

Autor: AO Online/ Lusa

No seu boletim diário, o Ministério da Saúde espanhol refere ainda que, na última semana, o número de mortes aumentou de 52 para 67.

Por outro lado, o número de casos confirmados nas últimas 24 horas foi de 164, uma diminuição em relação aos 177 do dia anterior.

Atualmente, Espanha totaliza 241.310 casos de infeção por covid-19.

Madrid voltou a registar quase metade dos novos casos positivos (86), enquanto na Catalunha houve 24, Aragão 12, a Comunidade Valenciana 11, Navarra 10 e a Andaluzia tem oito.

Espanha prolonga por mais duas semanas, a partir de domingo e até 20 de junho, o estado de emergência em vigor desde 15 de março.

O Governo espanhol aprovou na sexta-feira mais uma etapa, a implementar na segunda-feira, no alívio das medidas de confinamento em vigor desde meados de março para lutar contra a pandemia.

As regiões espanholas mais povoadas de Madrid e Barcelona vão passar à chamada “fase dois” das dimensões de desconfinamento, podendo-se por exemplo passar a realizar, a partir desse dia, reuniões de até 15 pessoas e deixando de haver faixas horárias para se fazerem caminhadas ou exercícios físicos.

O plano de desmantelamento das medidas de luta contra a pandemia deverá terminar no final do corrente mês, quando se chegar à “nova normalidade”.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 395 mil mortos e infetou mais de 6,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano passou a ser o que tem mais casos confirmados, embora com menos mortes.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.