Política

Costa Neves vai pedir suspensão do mandato de deputado

Costa Neves vai pedir suspensão do mandato de deputado

 

Lusa/AOonline   Regional   10 de Nov de 2008, 14:21

O líder demissionário do PSD/Açores, Costa Neves, anunciou que vai pedir a suspensão do mandato, após tomar o seu lugar de deputado no Parlamento regional, na sequências eleições de Outubro.
“Nos primeiros tempos não estarei no Parlamento”, adiantou Costa Neves, que falava aos jornalistas depois de uma audiência com o Representante da República para os Açores, no âmbito das audições destinadas à nomeação do presidente do Governo Regional.

    Após o encontro com José António Mesquita, Costa Neves acrescentou, ainda, que tem a expectativa de que, com a nova composição do Parlamento alargada a seis partidos, “o debate político se centre na Assembleia Legislativa Regional”, alegando que “passam a existir novas dinâmicas”.

    “O Parlamento fica com mais condições para assumir o seu papel”, disse Costa Neves, que manifestou a sua convicção de que “o debate vai ser mais forte”.

    Segundo Costa Neves, o reforço do debate político pode contribuir para a redução da abstenção em próximos actos eleitorais.

    “O PSD vai estar nesse novo cenário político e a minha expectativa é a de que ocupe o seu lugar de maior partido da oposição”, salientou.

    Para Costa Neves, “tudo mudou no dia 19 de Outubro” e, por isso, “existem dinâmicas completamente novas”, algumas das quais assentes no facto “de o PSD passar a ter um novo líder e a saída anunciada de Carlos César”.

    Para o ainda líder dos social-democratas, “a postura dos socialistas no Parlamento, ainda que maioritários, vai depender das posturas dos restantes partidos”.

    O Representante da República que já reuniu com o PPM, BE, CDS/PP, PCP/PEV e PSD e recebe terça-feira o PS.

    Depois de cumprida esta formalidade, determinada pelo Estatuto Político-Administrativo dos Açores, competirá à Assembleia Legislativa Regional dar posse ao executivo, de acordo com a Constituição da República Portuguesa.

    O Parlamento regional passa, pela primeira vez na sua história, a ter seis forças políticas, num total de 57 deputados.

    O PS tem 30 deputados e maioria absoluta, o PSD 18, o CDS/PP cinco, o Bloco de Esquerda dois e a CDU e o PPM um parlamentar cada.

    Apenas duas das oito forças políticas que concorreram às eleições de Outubro - MPT e PDA - não conseguiram eleger qualquer deputado.

    A abstenção atingiu os 53,2 por cento, o valor mais elevado da história nas eleições regionais, ficando muito acima dos 46,7 por cento registado no acto eleitoral anterior em 2000.

    O PS venceu a 19 de Outubro as eleições regionais dos Açores, com 49,96 por cento dos votos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.