Corticeira Amorim aumenta lucros em 60,5%


 

Lusa/AO Online   Economia   4 de Nov de 2009, 17:57

A Corticeira Amorim obteve um resultado líquido de 5,7 milhões de euros (M€), no terceiro trimestre, mais 60,5 por cento comparando com os 3,6 M€ do período homólogo de 2008, anunciou hoje a empresa.

"O terceiro trimestre de 2009 ficou marcado por uma recuperação no resultado líquido" o qual "melhorou pelo terceiro trimestre consecutivo", sublinha a empresa num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Em termos acumulados, até Setembro, a Corticeira Amorim apresenta lucros de 2,24 milhões de euros, uma queda de 78,6 por cento face aos 10,46 milhões de euros dos primeiros nove meses de 2008.

Ainda assim, no terceiro trimestre, a actividade da Corticeira Amorim continuou "condicionada pela incerteza que ainda caracteriza a economia mundial e os seus agentes económicos", acrescentam.

O EBITDA situou-se nos 13,2 M€, um valor inferior ao registado no terceiro trimestre de 2008 em 11,4 por cento.

As vendas atingiram os 103,3 M€, um "valor que, apesar de traduzir uma redução de 11,6 por cento, ilustra uma recuperação da actividade face a trimestres anteriores", referem.

A empresa acrescenta que a "melhoria dos resultados líquidos da Corticeira Amorim foi assim sustentada por uma maior eficiência operacional que, conjugada com uma diminuição dos custos financeiros, compensou claramente o impacto negativo criado pela crise internacional".

Ressalvam ainda que, "apesar do contexto internacional", a empresa "prosseguiu a sua estratégia de diminuição da dívida remunerada, o que impactou positivamente nos resultados líquidos, dada a diminuição dos custos financeiros". Assim, a dívida remunerada líquida, em Setembro de 2009, diminuiu em 68,6 M€ para os 154,7 M€.

Esta redução de 30,7 por cento "permitiu que a dívida remunerada remunerada tenha descido para o valor mais baixo desde 1997 e que a autonomia financeira tenha aumentado para os 44,5 por cento", adiantam.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.