Consumo de combustíveis cai mais de seis por cento


 

Lusa/AO online   Economia   22 de Set de 2011, 18:38

A ANAREC expressou, no Parlamento, a sua preocupação com o futuro dos 60 mil trabalhadores do sector e dos 2.500 postos de abastecimento, depois de consumo de combustíveis ter caído mais de seis por cento no primeiro semestre.
O presidente da Associação Nacional de Revendedores de Combustíveis (ANAREC), Virgílio Constantino, foi esta tarde ouvido na Comissão Parlamentar de Economia e Obras Públicas, onde expressou a sua preocupação sobre o futuro do sector na actual conjuntura de crise económica, que tem levado à redução do consumo de combustíveis.

“Deixamos uma preocupação muito evidente, que é a questão social e económica, que tem levado à redução do consumo de combustíveis e, consequentemente, à quebra dos proveitos dos postos de abastecimento”, disse à Lusa Virgílio Constantino, após a audição no Parlamento.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.