Açoriano Oriental
Conselho Económico e Social dos Açores diz que situação é "preocupante"

O Conselho Económico e Social dos Açores considerou hoje que a situação económica da região, a propósito da pandemia de covid-19, é "preocupante", já que foi afetado "gravemente" o turismo, setor com um "peso muito relevante".

article.title

Foto: Paulo Faustino/AO
Autor: LUSA/AO online

"A situação económica que se vive nos Açores, não obstante as medidas positivas de âmbito regional já tomadas, é preocupante, já que atingiu gravemente a atividade do turismo, um sector que nos Açores tem um peso muito relevante, com efeitos multiplicadores sobre particamente todos os outros sectores da nossa economia", diz nota da entidade.

O conselho reuniu-se por videoconferência na sexta-feira, abordando diversos temas relacionados com a covid-19 e o seu impacto na região.

O órgão presidido por Gualter Furtado assinala que setores como o da produção agrícola, do leite e laticínios, do peixe, da construção civil, do imobiliário, dos transportes "e de muitos outros, estão a ter uma procura cada vez mais reduzida, o que equivale a menos receitas e menos rendimentos".

E prossegue: "Acresce que alguns destes sectores e produtos estão também a ser fortemente penalizados com a quebra da procura externa, resultante da quebra das exportações".

Nesse sentido, o Conselho Económico e Social assinala que "a resposta da União Europeia a todas as dificuldades já referidas tarda em chegar", e que as linhas de crédito covid-19 "de responsabilidade nacional, estão muito aquém do esperado e necessário, em consequência de dificuldades de operacionalização e por algumas destas linhas terem esgotado o seu 'plafond'".

A entidade diz ter transmitido ao vice-presidente do Governo dos Açores, Sérgio Ávila, as suas preocupações com as questões financeiras e referentes a apoios às empresas.

Até ao momento, já foram detetados nos Açores um total de 145 casos de infeção, verificando-se 104 recuperados, 16 óbitos e 25 casos positivos ativos para infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, dos quais 17 em São Miguel, dois na Graciosa, um em São Jorge, três no Pico e dois no Faial.

Portugal regista hoje 1.203 mortes relacionadas com a covid-19, mais 13 do que na sexta-feira, e 28.810 infetados, mais 227, segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção Geral da Saúde.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.