Congresso vai debater problemas e reformas das justiças


 

Lusa/AO Online   Nacional   11 de Nov de 2011, 07:19

 Cerca de 500 advogados vão estar, a partir de hoje, reunidos em congresso, na Figueira da Foz para debater os problemas e as reformas da justiça.

A sessão de abertura do congresso, que termina domingo, conta com a presença da ministra da Justiça Paula Teixeira da Cruz.

O bastonário da Ordem dos Advogados disse esperar que o encontro permita um "debate profundo sobre os problemas" da justiça, numa perspetiva de que esta "existe para servir a sociedade, o cidadão e a economia" e "não para glorificar os magistrados ou os advogados".

Marinho Pinto deseja que o Congresso "não se transforme em mais uma daquelas Assembleias Gerais da Ordem dos Advogados" e permita debater "com elevação e profundidade os grandes temas da advocacia e da justiça".

As dívidas do Estado para com os advogados que prestam apoio judiciário, que segundo a ordem rondam os 30 milhões de euros e a crescente desjudicialização da justiça (arbitragem), são temas que deverão ser discutidos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.