Coliseu Micaelense recebe Annarella Sanchez

Coliseu Micaelense recebe Annarella Sanchez

 

Susete Rodrigues/AO Online   Cultura e Social   11 de Jan de 2019, 12:00

O Coliseu Micaelense recebe sábado, dia 12 janeiro, pelas 21h30, o espetáculo de Annarella Sanchez do Conservatório Internacional de Ballet e Dança. A história é dividida em três peças: Paquita, Les Automates e Dança do Cáucaso.

O cenário é a Espanha durante a ocupação Napoleónica. Para “levantar a ponta do véu” do grande espetáculo de bailado que sobe ao palco do Coliseu Micaelense, podemos referir o seguinte: “o general dHervilly promove um baile no qual estão presentes o governador de Saragoza Don Lopez de Mendoza e sua irmã Serafina, que estava noiva de Lucien, oficiais militares acompanhados de suas respetivas damas, bem como, altas personalidades de Saragoza. Subitamente, Lucien aparece acompanhado de Paquita. Ele informa que sofreu um atentado e Paquita o salvou da morte. Paquita denuncia o governador como o autor intelectual do assassinato do Lucien, que é preso imediatamente. Lucien pede a mão de Paquita em casamento”, explica nota de imprensa.

Paquita foi criado na Ópera de Paris em 1 de abril de 1846 por Joseph Mazilier e Paul Foucher, com música de Édouard Deldevez e Ludwig Minkus.

Os bailarinos são António Casalinho, Beatriz Reis, Carolina Castro Costa, Diana Brandão, Eduardo Bolsa, Giulio Diligente, India Nunes, Jelena Bozovic, Jorge Vaz, Laura Martinez, Laura Carvalho Costa, Lara Machado, Laura Matos Viola, Marcos Marquez, Mar Vidal, Maryana Pobuta, Marta Sofia Dias, Mara Santos, Matilde Rodrigues e Maria João Maldonado.

O conceito, a coreografia e o desenho de luz são da responsabilidade de Ricardo Flores e a música de Armand Amar.

Trata-se de uma peça que aborda a desumanização nas relações humanas e os comportamentos quase programados de seres que se esquecem das coisas mais básicas. Isto sem esquecer que, em qualquer situação de catástrofe, guerra ou desumanização, o único que pode salvarmos enquanto humanidade será sempre o amor.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.