Centro de Emergência Social prestou 577 apoios até junho (vídeo)

Carregando o video...

 

Rui Jorge Cabral   Regional   24 de Set de 2013, 17:47

O Centro de Recursos de Apoio à Emergência Social (CRAES) já prestou este ano e até junho 577 apoios a famílias, instituições ou indivíduos, na sua grande maioria no fornecimento de roupa, mas também no mobiliário e equipamento doméstico e nas ajudas técnicas a pessoas com problemas de mobilidade.
As roupas recebidas pelo centro são doadas às pessoas, enquanto que as peças de mobiliário podem ser vendidas a preços simbólicos, conforme as posses das famílias ou indivíduos sinalizados para o CRAES. Isto porque, o CRAES não apoia quem simplesmente lá aparece a dizer que precisa, muitas vezes depois de já ter sido apoiado por outra instituição. Para evitar esse tipo de situações, é a assistente social da zona da família ou indivíduo necessitado que avalia a carência e aciona o CRAES - caso se justifique - e é com a requisição que é passada pela assistente social que se pode levantar os bens necessários no centro. 

 

O CRAES serve toda a ilha, mas nos concelhos mais afastados de Ponta Delgada, é um transporte de centro que vai levar os bens às pessoas e fazer a recolha dos donativos. Normalmente, procura-se juntar várias situações no mesmo dia para otimizar as deslocações.  

 

Numa sociedade que não é de abundância, o princípio é o da reutilização: “muitas das coisas que vêm para aqui são transformadas em coisas incrivelmente úteis e podemo-nos perguntar para onde iriam essas coisas se não viessem para aqui”, questiona José Gonçalves, coordenador do CRAES.  Contudo e apesar dos muitos donativos que enchem o armazém de Ponta Delgada, há sempre necessidades e elas neste momento são, segundo Marta Borges, coordenador da CRAES: “calçado de adulto e de criança, roupa para bebé e criança, roupa de cama e colchões”, afirma, apelando aos particulares e às empresas para contribuírem com donativos, até porque o começo do ano letivo costuma ser uma época com maior número de pedidos. O centro trata e recupera a roupa doada. 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.