Política

CDS/PP exige suspensão de extracção de inertes no Porto Judeu

CDS/PP exige suspensão de extracção de inertes no Porto Judeu

 

Lusa/AO online   Regional   28 de Dez de 2010, 15:25

O CDS/PP dos Açores exigiu esta terça-feira a suspensão urgente da extracção de bagacina, um inerte, na zona do Refugo, freguesia do Porto Judeu, ilha Terceira, alegando estar em causa a segurança dos residentes nas imediações da exploração aí em funcionamento.
“Não podemos aceitar que se atribua uma licença para uma exploração de extracção de inertes no meio de habitações e prédios rústicos”, afirmou o líder do CDS/PP Açores, Artur Lima, numa conferência de imprensa em que considerou estar-se perante uma situação que evidencia “potenciais ilegalidades e irregularidades”.

O dirigente popular referiu também estar a ser confrontado com a “indignação de muitos habitantes e proprietários de terrenos da zona que lhe indicaram danos nos seus prédios” devido à “movimentação de máquinas e camiões” e aos prejuízos causadas pela extracção de bagacina à produção de bananas.

Num requerimento dirigido ao Governo Regional na última semana, o Bloco de Esquerda também pôs em causa o funcionamento de uma exploração de inertes no Porto Judeu, alegando, nomeadamente, que o Pico do Alferes, onde se localiza, é “fundamental para a captação de água que abastece o vale” da freguesia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.