Sociedade

Carlos César preocupado com envelhecimento da população

Carlos César preocupado com envelhecimento da população

 

Lusa / AO online   Regional   11 de Nov de 2009, 14:03

O Governo Regional dos Açores vai investir mais de 14 milhões de euros em equipamentos de apoio social aos idosos para responder ao crescente envelhecimento da população do arquipélago, onde algumas ilhas têm mais idosos do que jovens.
“Todos os indicadores demográficos apontam para a necessidade de uma preocupação acrescida com este grupo etário, considerando que o fenómeno do envelhecimento demográfico também se verifica nos Açores”, afirmou esta quarta-feira o presidente do executivo regional, Carlos César.

Este envelhecimento, que tem maior incidência nas ilhas pequenas e de menor densidade populacional, faz com que algumas das ilhas açorianas tenham actualmente “mais idosos do que jovens”.

Carlos César falava na inauguração do Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia das Lajes das Flores, com capacidade para acolher 22 pessoas, que envolveu um investimento do governo regional superior a dois milhões de euros, incluindo o projecto, a construção e o equipamento desta infra-estrutura de apoio social.

O lar, que inclui um centro de dia para a terceira idade, insere-se na estratégia do executivo de criar “centros de acolhimento com características mais próximas da vivência familiar”.

No quadro do apoio à terceira idade, o governo açoriano pretende privilegiar a manutenção dos idosos no seu meio natural, o que implica “alargar a rede de apoio ao domicílio, criar pequenos lares residenciais e aumentar o número de centros de dia e de noite”.

“Não escondemos a preocupação pelo aumento da despesa pública que o crescimento desses equipamentos gera, mas há necessidades que têm de ser supridas”, frisou.

Nesse sentido, destacou um conjunto de novos lares e centros de dia em S. Miguel, Terceira, S. Jorge e Faial, cujo investimento ultrapassa 14 milhões de euros e elevará a capacidade de acolhimento da Rede de Equipamentos de Suporte Social ao Idoso para mais de 260 pessoas.

Por outro lado, salientou que o sector privado também se começa a envolver neste sector, estando previsto um conjunto de investimentos que vão criar, no próximo ano, mais 465 lugares de acolhimento para idosos no arquipélago.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.