Capturado peixe em níveis elevados para a época na ilha de S. Miguel

Capturado peixe em níveis elevados para a época na ilha de S. Miguel

 

Lusa/AO Online   Regional   8 de Nov de 2013, 18:31

Os pescadores da ilha de S. Miguel capturaram nas últimas semanas o dobro de lulas e peixe-espada branco do habitual nesta época do ano, revelou hoje o executivo açoriano, que adotou medidas para garantir o escoamento e armazenamento.

"Nas lotas de São Miguel venderam-se 238 toneladas de pescado em apenas 17 dias, quase o dobro do verificado no mesmo período do ano anterior (124 toneladas), nomeadamente de lula e de peixe-espada branco", revelou a Secretaria Regional de Recursos Naturais, numa informação fornecida à agência Lusa.

Por causa deste anormal nível de pesca, o executivo regional "promoveu em conjunto com os compradores de pescado da ilha de São Miguel as soluções que estão a permitir a compra, armazenagem e escoamento das elevadas descargas que se verificaram nas últimas duas semanas".

Assim, a companhia aérea dos Açores, a SATA, "disponibilizou na terça-feira um A320 destinado exclusivamente ao transporte de carga, permitindo o escoamento de 6.600 quilogramas de pescado", que reforçou os meios habituais de transporte.

Por outro lado, diversas entidades, como a Lotaçor, a empresa pública que gere as lotas do arquipélago, aumentaram a oferta de "capacidade de frio".

"Na eventualidade de ter ocorrido uma incapacidade operacional por parte dos compradores de ida a leilão, a Secretaria Regional dos Recursos Naturais determinou, ainda, o reforço da presença da empresa Espada Pescas nos leilões das lotas de Ponta Delgada e de Rabo de Peixe, garantindo desta forma o rendimento aos pescadores", segundo a mesma informação, que diz que as descargas voltaram hoje aos níveis habituais para esta altura do ano.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.