Açoriano Oriental
Capitania do Porto de Angra esclarece que nunca houve atletas em perigo

A Capitania do Porto de Angra esclareceu esta quinta-feira que apenas prestou auxílio ao reboque de uma embarcação de vela do Angra Iate Clube, explicando que na quarta-feira não foi realizado o resgate de qualquer atleta.


Autor: AO online

Esclarecendo a informação que havia sido enviado à comunicação social na quarta-feira pela Autoridade Marítima Nacional, o capitão do porto de Angra do Heroísmo explicou que ao contrário do que a Autoridade Marítima Nacional afirmou não foi realizado o resgate de qualquer adolescente, tendo sido apenas prestado apoio no reboque de uma embarcação de vela 4,20 que se tinha virado e que as pessoas que se encontram na água na fotografia que foi enviada à comunicação social são o treinador do clube e um membro do Instituto de Socorro a Náufragos (ISN).
Explicou ainda que ao contrário do que era indicada na nota da Autoridade Marítima Nacional a embarcação envolvida não pertencia ao Clube Náutico de Angra do Heroísmo.

Já o presidente do Angra Iate Clube, Augusto Silva, frisou que nunca houve atletas em perigo e que o clube recolheu todos os atletas do mar assim como as restantes embarcações, tendo esta embarcação 4,20 da escola de vela ficado para trás porque tinha virado.
Augusto Silva explicou que só depois dos atletas estarem todos no pontão é que foi contactada a Capitania a pedir ajuda para o reboque desta embarcação.



 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.