UE/Finanças

Bruxela dá a Lisboa até 2013 para corrigir défice excessivo

Bruxela dá a Lisboa até 2013 para corrigir défice excessivo

 

Lusa / AO online   Economia   30 de Nov de 2009, 14:24

Os ministros das Finanças da União Europeia, reunidos quarta-feira em Bruxelas, vão instar Portugal a corrigir até 2013 a sua situação de défice orçamental "excessivo", dando continuidade à proposta neste sentido feita pela Comissão Europeia.
Bruxelas propôs em 11 de Novembro último que a UE devia "recomendar" a Lisboa uma diminuição anual de 1,25 por cento do seu défice público, de forma a situar-se abaixo do limite de 3,0 por cento do PIB em 2013.

Segundo a proposta da Comissão Europeia, as autoridades portuguesa devem "pôr fim à situação de défice excessivo o mais rapidamente possível e, o mais tardar, até 2013" de uma "forma credível e sustentável".

Nas Previsões do Outono da Comissão Europeia publicadas no início de Novembro, Bruxelas estimava uma "deterioração" do défice de 2,7 por cento do PIB, em 2008, para 8,0 por cento em 2009 e em 2010, subindo para os 8,7 por cento em 2011 (cenário de política orçamental inalterada).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.