Taça UEFA

Braga goleia e já pensa na fase de grupos

Braga goleia e já pensa na fase de grupos

 

Lusa/AO online   Futebol   18 de Set de 2008, 21:47

O Sporting de Braga goleou hoje em casa o Artmedia, da Eslováquia, por 4-0, na primeira mão da primeira eliminatória da Taça UEFA em futebol
Um “hat-trick” de Meyong e um golo de Evaldo colocaram hoje o Sporting de Braga em excelente posição para aceder à fase de grupos da Taça UEFA em futebol, com o triunfo robusto sobre o Artmedia por 4-0.
Em Braga, no jogo da primeira “mão” da primeira eliminatória, o camaronês brilhou ao mais alto nível e praticamente colocou o clube local, melhor equipa portuguesa nesta ronda europeia, na fase de grupos da competição, pela terceira vez consecutiva.
Mais que o resultado, desenhado pelos golos de Evaldo (três minutos) e Meyong (18, 31, este de grande penalidade, e 76), o Sporting de Braga demonstrou que não é por acaso que vai na quinta presença seguida nesta competição europeia e revelou tamanha superioridade sobre os eslovacos, que apenas uma catástrofe afastará Jorge Jesus e os seus jogadores da próxima fase da UEFA.
A vencer por 3-0 ao intervalo, o Sporting de Braga deu ainda sequência aos bons resultados europeus desta temporada, todos sem sofrer golos: 2-0 e 3-0 ao Sivasspor, da Turquia, na Taça Intertoto, e 1-0 e 2-0 com os bósnios do Zrinjski, na pré-eliminatória da UEFA.
O Artmedia, actual campeão eslovaco, vencedor da Taça e que em 2005/06 venceu o FC Porto por 3-2 no estádio do Dragão, na Liga dos Campeões (0-0, em Bratislava), nada fez para merecer outro resultado, ainda que tenha reagido momentaneamente após o primeiro golo bracarense.
O Sporting de Braga, como é habitual, apresentou-se em 4x4x2, com Eduardo na baliza, uma defesa com João Pereira, Moisés, Rodriguez e Evaldo, ficando Vandinho, Alan, Mossoró e César Peixoto na linha média e no apoio aos avançados Renteria e Meyong.
O Artmedia, em 4x5x1 mais defensivo, nem teve tempo para posicionar bem os seus jogadores, já que, aos três minutos, o brasileiro Evaldo recuperou uma bola no meio-campo, tabelou com Meyong e inaugurou o marcador, totalmente isolado perante o guarda-redes Kamenar.
A vencer, a equipa bracarense viveu dois momentos de enorme aflição logo se seguida, mas até seria o camaronês Meyong e o português César Peixoto a estarem de novo mais perto do golo, com dois remates fortes, mas ao lado, aos 11 e 14 minutos, respectivamente.
Claramente superior ao penúltimo classificado do campeonato eslovaco, o Sporting de Braga de Jorge Jesus, dominava de forma evidente a partida e, aos 18, Meyong surgiu isolado a passe de Alan e com um toque subtil enviou a bola por cima do guarda-redes adversário e para dentro da baliza, aumentando a vantagem.
Estupefactos com tamanha superioridade, os eslovacos mal tiveram tempo para digerir o segundo tento dos bracarenses pois, aos 31 minutos, Meyong transformou de forma exemplar uma grande penalidade, a castigar falta sobre César Peixoto.
No segundo tempo, Guedé esteve perto de reduzir, mas o remate saiu ao lado do imbatível Eduardo (47 minutos) e, já com Linz e Luís Aguiar nos lugares respectivos de Renteria e Mossoró, foi Meyong que voltou a criar perigo para os bracarenses (61).
Aos 65 minutos, foi Luís Aguiar que não acertou na baliza, em mais um lance da superioridade minhota, e, aos 76, o “homem do jogo” cabeceou de forma exemplar na sequência de um canto de César Peixoto e fez o seu terceiro, o quarto do Sporting de Braga.
A segunda “mão” disputa-se a 02 de Outubro, em Bratislava.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.