Liga Zon Sagres

Bis de Cardozo dá tom encarnado ao derby lisboeta

Bis de Cardozo dá tom encarnado ao derby lisboeta

 

LUSA/AOnline   Futebol   19 de Set de 2010, 21:34

Dois golos do avançado paraguaio Óscar Cardozo deram ao Benfica a vitória em casa sobre o Sporting, por 2-0, em jogo da quinta jornada da Liga portuguesa de futebol

O “Tacuara” resolveu o intenso e nervoso “derby” lisboeta – nem sempre bem jogado e com o ritmo partido por muitas faltas – e ofereceu aos campeões nacionais a segunda vitória no campeonato, infligindo o segundo desaire aos esforçados, mas pouco inspirados, “leões”.

Carente de vitórias internas, Jorge Jesus trocou os defesas laterais, apostando em César Peixoto na esquerda e Maxi Pereira na direita, em detrimento de Fábio Coentrão, que jogou no meio campo, e Ruben Amorim.

Do lado oposto, Paulo Sérgio, depois do “onze” surpreendente frente ao Lille, para a Liga Europa, no qual manteve apenas Daniel Carriço e André Santos, repetiu o alinhamento do último encontro para o campeonato.

Logo aos cinco minutos, Cardozo enviou a bola ao poste da baliza de Rui Patrício, correspondendo a uma abertura de Saviola, mas adiando a redenção plena junto dos adeptos “encarnados”.

O paraguaio só precisou de mais oito minutos para inaugurar o marcador, na recarga, já na pequena área dos “leões”, a um remate de Luisão, na sequência de um canto na esquerda.

O golo quebrou o ímpeto dos “leões” e empolgou o Benfica, que, sem deslumbrar, manteve a acutilância e tomou as rédeas do encontro, obrigando, várias vezes, à intervenção de Rui Patrício.

Durante a primeira parte, o Sporting, que “vivia” das iniciativas de Yannick e Liedson, não teve argumentos para contrariar a supremacia das “águias” e nunca conseguiu “assustar” Roberto.

Já com Ruben Amorim no lugar de Aimar, o Benfica voltou a marcar na primeira oportunidade da segunda parte, aos 50 minutos, mais uma vez por Cardozo, num remate de pé esquerdo em arco, aproveitando nova assistência de Saviola.

Perante a passividade do Sporting, o Benfica carregava e, aos 53 minutos, podia ter ampliado a vantagem, mas Fábio Coentrão, após cruzamento da direita de Ruben Amorim, permitiu a defesa de Rui Patrício.

Os “leões” demoraram 58 minutos para criar uma ocasião de perigo, mas Liedson rematou ao lado da baliza do Benfica, depois de uma assistência de Matias Fernández, que “roubou” a bola a Ruben Amorim.

Dois minutos depois, o Sporting parecia “despertar”, quando o “Levezinho” visou novamente a baliza “encarnada”, testando Roberto, que respondeu com uma defesa atabalhoada. O espanhol repetiu a “graça”, aos 72, após remate de Maniche.

Enquanto Paulo Sérgio investia no ataque, colocando Hélder Postiga, Vukcevic e Saleiro em campo, Cardozo tentava sossegar os adeptos “encarnados”, mas falhou o alvo em dois minutos seguidos (74 e 75).

Com este triunfo, o campeão Benfica, que recebeu o troféu da edição de 2009/10 da Liga, passou a somar seis pontos e juntou-se ao grupo dos oitavos classificados, a um ponto dos “leões”, que ocupam a sexta posição.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.