Berta Cabral garante diálogo e cooperação

Berta Cabral  garante diálogo e cooperação

 

Lusa/AO Online   Regional   3 de Nov de 2009, 14:01

Berta Cabral,  tomou hoje  posse como presidente da Câmara de Ponta Delgada, na ocasião, garantiu que vai exercer o seu terceiro mandato "em diálogo e cooperação".

"É com esta perspectiva realista, de humildade democrática, que nos apresentamos a um novo mandato. Um mandato que foi confirmado em maioria absoluta e que vai ser exercido em absoluta disponibilidade", afirmou a autarca.

No seu discurso na cerimónia de instalação dos órgãos autárquicos do município, Berta Cabral alertou que a cooperação não é um capricho partidário, mas um imperativo institucional que não depende da disposição dos políticos.

"Como presidente da Câmara Municipal, nunca fiz nem farei encontros em separado com presidentes de Junta eleitos pelo PSD e pelo PS", apontou.

Berta Cabral, que é também líder regional do PSD, sublinhou que a liderança do partido "é consensual" com a presidência da maior autarquia dos Açores.

"A experiência demonstrou que é possível - e o resultado das eleições confirmou que é consensual - ser líder partidário e presidente de câmara a tempo inteiro", sustentou Berta Cabral, que a partir de hoje cumpre o último mandato à frente da Câmara de Ponta Delgada, "por força da lei".

"Não vou gastar o meu tempo com especulações políticas em torno de mim própria. Até porque as minhas intenções são claras e conhecidas, em nome de uma relação transparente e responsável com os eleitores", disse.

Para os próximos quatro anos, Berta Cabral propõe-se a desenvolver "um projecto a favor do desenvolvimento sustentado e sustentável de Ponta Delgada".

Segundo disse, a intervenção vai assentar em "quatro linhas de orientação, nomeadamente a promoção social e cultural, coesão territorial, sustentabilidade ambiental e desenvolvimento económico".

A construção do Museu de Arte Contemporânea, do Centro de Estudos Natália Correia e uma Central de Camionagem e a activação da Polícia Municipal constituem alguns dos projectos que elencou e que constavam do seu programa de candidatura.

O PSD venceu as autárquicas em Ponta Delgada com 60,7 por cento dos votos, elegendo seis elementos para o executivo camarário, enquanto o PS conquistou 31 por cento dos votos e elegeu três vereadores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.