Sector automóvel

Assinatura de contrato de venda da Opel à Magna adiada


 

Lusa / AO online   Economia   15 de Out de 2009, 15:36

A assinatura do contrato para venda da maioria das acções da Opel, propriedade da General Motors (GM), ao consórcio austro-canadiano Magna, prevista para esta quinta-feira, foi adiada para sexta-feira, noticiaram vários orgãos de informação alemães.
Na origem do atraso estão algumas dificuldades de última hora nas negociações entre a Magna e a comissão de trabalhadores europeia da Opel, referem as mesmas fontes.

O acordo dos representantes dos trabalhadores da Opel, que deverão ficar com 10 por cento das acções da tradicional marca alemã, em troca da renúncia a 265 milhões de euros de salários e prémios até 2014, é essencial para a conclusão do acordo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.