Açoriano Oriental
Assinado contrato para construir ponte-cais no porto das Lajes das Flores

A empresa Portos dos Açores e o consórcio adjudicatário assinaram o contrato para a realização da empreitada de construção da ponte-cais no Porto das Lajes das Flores, destruído na sequência da passagem do furacão Lorenzo.

Assinado contrato para construir ponte-cais no porto das Lajes das Flores

Autor: Lusa/AO Online

A informação foi avançada pela empresa que gere as estruturas portuárias dos Açores em nota de imprensa, na qual é salientado que "a obra tem em vista garantir os abastecimentos regulares de bens e mercadorias às ilhas das Flores e do Corvo", no grupo ocidental do arquipélago.

É "indispensável realizar" um "conjunto de obras de emergência que permitam utilizar as instalações, os cais e os terraplenos ainda com capacidade operacional, apesar das suas limitações", e "criar novas áreas de acostagem para navios", lê-se na informação da Portos dos Açores.

A passagem do furacão Lorenzo pelos Açores, em outubro de 2019, causou a destruição total do porto das Lajes das Flores, o que colocou em risco o abastecimento ao grupo ocidental.

Segundo a empresa, a empreitada agora assinada, orçada num valor superior a 17 milhões de euros, tem um prazo de execução de 22 meses e prevê "a construção de uma ponte-cais.

Essa ponte-cais será "implantada a cerca de 27 metros do enraizamento do molhe do núcleo de recreio náutico", num "alinhamento paralelo ao molhe principal" do porto das Lajes, que "irá ser reconstruído por completo, nos próximos anos".

Aquela estrutura terá "um comprimento total de aproximadamente 167 metros, dos quais 147,2 metros são acostáveis, e com 20 metros de largura", e ficará equipada com "os necessários acessórios de cais, como defensas, cabeços de amarração e tomadas de energia".

De acordo com a Portos dos Açores, durante a empreitada serão também executadas "as infraestruturas para a instalação das condutas de abastecimento de combustíveis e ligação ao respetivo parque de armazenamento da ilha das Flores".

A obra comporta igualmente "a construção de uma rampa Ro-Ro, a implantar no enraizamento da ponte-cais e a realização de uma dragagem junto ao antigo cais aderente ao molhe", para garantir "as operações sem constrangimentos naquela ponte-cais", avança a Portos dos Açores.

"O preço da empreitada objeto deste contrato, agora assinado, é de 17.376.644,38 euros, ao qual acresce o IVA à taxa legal, e o prazo de execução da empreitada, a cargo do Consórcio Etermar - Engenharia e Construção, S.A./Sacyr Somague, S.A./Tecnovia-Açores, Sociedade de Empreitadas, S.A., está fixado em 22 meses", refere a Portos dos Açores.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.