Assembleia da Madeira retoma hoje os trabalhos


 

Lusa/AO   Nacional   13 de Nov de 2008, 05:16

A Assembleia Legislativa da Madeira retoma hoje os trabalhos plenários depois de ter estado suspensa devido ao caso do deputado do PND-M que desfraldou no hemiciclo uma bandeira nazi numa acção de protesto contra o regime na Região.
O deputado do PND-M procurou com esta “acção espectacular”, como a definiu, denunciar o regime político na Região Autónoma da Madeira, governada há 30 anos pelo PSD-M e por Alberto João Jardim, que classificou de “fascista”.

    Esta atitude levou o Grupo Parlamentar do PSD-M a aprovar um requerimento, posteriormente considerado ilegal e inconstitucional, de retirada do mandato ao deputado do PND-M, José Manuel Coelho, e que proibia a sua entrada no Parlamento.

    Por pressão dos partidos da oposição madeirense e da magistratura de influência do Presidente da República, via representante da República na Madeira, o PSD-M recuou, fazendo aprovar um novo requerimento defendendo aguardar uma decisão das instâncias judiciais contra o referido deputado e repondo a situação que vigorava antes da tomada de posição contra o deputado José Manuel Coelho.

    Em Conferência de Líderes, os partidos com grupos parlamentares - PSD-M, PS-M, CDS/PP-M e PCP-M - concordaram com a retomada dos trabalhos mas o deputado do PND-M, José Manuel Coelho, já avisou que a deliberação “ilegal” que retirava o seu mandato como parlamentar só pode ser retirada em sessão plenária.

    “Querem passar a mãozinha nas costas do Coelho e passar uma esponja nas ilegalidades cometidas”, comentou o deputado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.