Açoriano Oriental
Américo Aguiar reforça em Fátima apelos à oração pela paz e lembra drama dos refugiados

O cardeal Américo Aguiar reiterou, em Fátima, o pedido por orações pela paz nos locais em conflito, como a Ucrânia e a Terra Santa, e lembrou o drama dos refugiados no Mediterrâneo.


Autor: Lusa/AO Online

Perante milhares de peregrinos que participaram nas cerimónias do 13 de outubro, no Santuário de Fátima, o até agora bispo auxiliar de Lisboa alertou que “a esta hora, há crianças, mulheres, homens e idosos a fugir da morte e da violência. Não está tudo bem”.

Exortando os peregrinos de Fátima a repetirem em voz alta a palavra “paz”, Américo Aguiar pediu: “que a paz saia das nossas bocas, das nossas palavras, dos nossos corações”.

Depois, aludiu ao drama dos refugiados, lembrando a recente deslocação do Papa Francisco a Marselha, em setembro, para os Encontros Mediterrânicos.

“O nosso querido Papa Francisco esteve em Marselha a lembrar o cemitério em que o Mediterrâneo consiste, porque há homens e mulheres que sonham construir as suas vidas, as suas famílias, nesta Europa que para eles é um sonho novo”, afirmou Américo Aguiar, apelando a que se converta “o cemitério do Mediterrâneo numa autoestrada de amor”.

Na ocasião, o até agora bispo auxiliar de Lisboa defendeu, ainda, que o amor é “a password” para “abrir as portas do Céu” e reforçou o pedido à oração.

“Rezemos pela paz, rezemos pelo Papa Francisco, por todos os que estão no sínodo e, não querendo abusar da vossa generosidade, peço-vos que rezem por mim e pela diocese de Setúbal que o sucessor de Pedro me confiou”, acrescentou.

A peregrinação que hoje termina no Santuário de Fátima é a última aniversária do ano à Cova da Iria e assinala os 106 anos da última aparição da Virgem aos pastorinhos, em 1917.

Nas cerimónias – concelebradas por 265 padres, seis bispos e três cardeais - participaram mais de uma centena de grupos organizados de peregrinos de mais de três dezenas de países. O Santuário de Fátima estimou em cerca de 120 mil o número de peregrinos presentes.


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados