Turismo

Agentes de Viagens reunidos em Macau a partir domingo


 

Lusa/AOonline   Economia   25 de Nov de 2008, 11:16

Macau é a partir de domingo o palco do 34º congresso da Associação Portuguesa dos Agentes de Viagem e Turismo (APAVT) que este ano vai discutir os novos mercados e as novas oportunidades do sector.
Com cerca de 500 participantes, o congresso da APAVT é visto pelas autoridades de Macau como uma oportunidade para dar a conhecer a nova realidade da cidade quando falta cerca de um ano para serem celebrados 10 anos da transferência da administração portuguesa para a China.

    “O nosso empenho em acolher a realização do congresso da APAVT decorre no âmbito de uma estratégia promocional para dar a conhecer aos operadores turísticos portugueses a nova realidade de Macau, e tendo em consideração as celebrações no próximo ano do décimo aniversário do establecimento da Região Administrativa de Especial de Macau”, afirmou João Costa Antunes, director dos Serviços de Turismo de Macau na apresentação do evento.

    Por outro lado, acrescentou o mesmo responsável, Macau “será destino privilegiado, enquanto destino internacional convidado da Feira de Turismo de Lisboa de 2009, a ter lugar em Janeiro”.

    Com milhares de portugueses que passaram por Macau ao longo dos anos, Costa Antunes considera que 2009 “é uma boa oportunidade” para que regressem e alguns tragam as famílias.

    O mercado português não tem expressão nos números do turismo de Macau – 5.819 portugueses visitaram Macau no primeiro semestre entre 14,9 milhões de visitantes -, mas a cidade pode não ser apenas um destino, mas também uma ponte para a China, como explicou Filipe Machado Santos, secretário-geral da APAVT.

    “Macau será sempre uma ponte”, sublinhou aquele responsável ao salientar a ligação histórica que une Portugal à actual Região Administrativa Especial da China e o papel de Macau como a “grande oportunidade de entrar na China”.

    Filipe Machado Santos acrescentou ainda que já há operadores portugueses e chineses a trabalhar na promoção dos destinos e que existem agora programas sobre a China a serem vendidos em Portugal.

    Entre domingo e quarta-feira, os participantes no congresso vão discutir o futuro do sector português do Turismo, trocar experiências e conhecer a nova realidade de Macau, a actual capital mundial do jogo numa cidade moderna com tradições históricas e património para mostrar.

    O Executivo de Macau, através do líder do Governo, Edmund Ho, e do secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Fernando Chui Sai On, marcam presença na abertura do congresso que terá ainda Jean-Claude Baumgarten, presidente do Congresso do Conselho Mundial de Viagem e Turismo, como espectador.

    De Portugal chegam o secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, o ex-ministro do Turismo Telmo Correia e o ex-Presidente Jorge Sampaio que será um dos oradores num dos painéis do congresso.

    A China estará representada com entidades governamentais de turismo e operadores de diversas províncias do país numa reunião que tem também agendado um workshop Macau/China/Portugal de apresentação geral dos destinos, seguido de uma bolsa de contactos empresarial.

    A APAVT organiza pela quarta vez a sua reunião nacional em Macau depois das realizações de 1982, 1990 e 1996.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.