Açoriano Oriental
Açores mantêm nível de investimento público em 2014
O vice-presidente do Governo dos Açores, Sérgio Ávila, anunciou, na Horta, que os Açores vão manter no próximo ano o mesmo nível de investimento público de 2013, apesar das transferências diretas do Orçamento de Estado em 2014 decrescerem 68 milhões de euros
Açores mantêm nível de investimento público em 2014

Autor: Susete Rodrigues/Gacs

Face à conjuntura nacional e internacional, a manutenção do investimento público ao nível do ano anterior “é uma excelente notícia para os açorianos”, disse Sérgio Ávila, no final de um encontro com a Presidente da Assembleia Legislativa, Ana Luís, a quem entregou as propostas de Plano e de Orçamento da Região para 2014.

 

Para o Vice-Presidente do Governo, estes documentos, que serão debatidos pela Assembleia Legislativa na última semana de novembro, dão “um sinal de confiança e de estabilidade” aos investidores e à iniciativa privada, pois garantem a manutenção do investimento público, que até terá um ligeiro aumento de três milhões de euros em relação a 2013.

 

Em termos de prioridades, Sérgio Ávila destacou todas aquelas que “assentam no apoio à atividade empresarial, ao investimento privado e aos setores produtivos da economia, como o turismo, a agricultura, os transportes, a energia e as infraestruturas tecnológicas”.

 

Por outro lado, o Plano reflete também “um particular aumento” de verbas destinadas às áreas das políticas de emprego e dos setores do apoio social e da habitação, nomeadamente da habitação degradada.

 

Quanto ao Orçamento Regional para 2014, o Vice-Presidente sublinhou que os Açores, apesar da redução das transferências do Estado no próximo ano, conseguem assegurar “um aumento significativo das receitas próprias da Região – logo, do aumento da nossa autonomia financeira e da redução da nossa dependência exterior –, como conseguimos manter e até aumentar a própria receita efetiva da Região”.

 

Questionado pelos jornalistas sobre a disponibilidade do Governo para aceitar propostas de alteração aos documentos, Sérgio Ávila afirmou que o Executivo está sempre disponível “para estudar todas as propostas que sejam credíveis, que sejam rigorosas e que assegurem a concretização dos princípios que estão definidos neste Orçamento e neste Plano”, como sejam “um reforço claro do apoio” à iniciativa privada, à economia e apoios sociais.

 

“Desde que seja para cumprir estes objetivos, mantendo o equilíbrio orçamental que este Orçamento tem, nós estamos disponíveis para analisar, como sempre o fizemos, todas as propostas de todos os partidos”, frisou.

 

A proposta de Orçamento Regional para 2014 atinge o valor de 1.116,6 milhões de euros, enquanto a proposta de Plano Anual contempla investimentos de 656,3 milhões de euros, dos quais 428,3 milhões de euros serão diretamente financiados pela Região.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.