Açoriano Oriental
Covid-19
Açores com 10 casos suspeitos

Os Açores registam 10 casos suspeitos pelo novo coronavírus, revelou esta segunda-feira, o diretor regional da Saúde.

article.title

Foto: Gacs
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Os Açores registam 10 casos suspeitos pelo novo coronavírus, sendo que oito estão relacionados, diretamente com o caso positivo na Terceira, disse Tiago Lopes, em conferência de imprensa.

Os outros dois casos são na ilha de São Miguel.

No total 411 pessoas estão em vigilância ativa pelas autoridades regionais de saúde, sendo que 124 pessoas estão relacionadas com o caso positivo.

No que diz respeito a pessoas internadas, o diretor regional, refere que é apenas uma pessoa, tratando-se da mulher que deu resultado positivo e está internada no Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira e " que se encontra, clinicamente, estável".

Noutra frente, no que diz respeito às medidas anunciadas hoje pelo presidente do Governo dos Açores, nomeadamente o de suspender as viagens aéreas de e para a ilha Terceira, Tiago Lopes, adianta que a Autoridade Regional de Saúde teve conhecimento de que houve uma “investida por parte de alguns operadores turísticos, a nível regional, no sentido de começaram a operar ligações marítima que pudesse, de certa forma, colmatar esta suspensão dos voos do grupo SATA”. Nesse sentido, já foi estabelecido contacto com a capitania do porto de Angra do Heroísmo, sendo que irá ser estabelecido, igualmente, contacto com o porto da Praia da Vitória, por forma “a recomendar a interdição das ligações por via marítima, com exceção do transporte de mercadorias”.

A Autoridade Regional de Saúde teve, ainda, conhecimento de alguns casos em que foram decretados quarentena e que “não acatarem esta medida” e portanto, os casos estão identificado e “iremos reportá-los ao Ministério Público, para que seja aplicada a devida medida a nível judicial”.

O diretor regional da Saúde, disse, também que, no que diz respeito à não aceitação do adiamento ou cancelamento de viagens aéreas para os Açores, houve conhecimento de um caso em particular de “uma cidadã, residente no Porto estaria para se deslocar à Região, contrariando a recomendação já conhecida e divulgada pelo Governo dos Açores e em consonância com o rastreio feito pelas autoridades de saúde, tinha ligação familiar com três casos confirmados com o coronavírus”.

Questionado se os visitantes que estão nos Açores e em quarentena, poderão regressar ao seu país de origem antes de terminar este período, Tiago Lopes afirma que não, acrescentando que neste momento “qualquer residente nos Açores, qualquer cidadão do território nacional ou estrangeiro, deve cumprir os 14 dias de quarentena”.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.