Açor e Oásis fazem as honras da I Perna

Açor e Oásis fazem as honras da I Perna

 

Paulo Vieira Lopes / DN Madeira   Regional   14 de Jul de 2010, 15:43

Após cinco dias a navegar em pleno Oceano Atlântico a frota 'inédita' daquela que é a primeira edição do Rally Arquipélagos, em vela da classe cruzeiro, a ligar Açores e Madeira, chegou terça-feira a bom porto.
Eram 13 horas na Madeira (12 horas nos Açores) quando as primeiras embarcações que tinham largada na passada sexta-feira de Ponta Delgada completaram a primeira perna, ao cortar a linha de chegada instalada na baía da ilha do Porto Santo. 

Os heróis desta primeira travessia em alto mar acabaram por ser as embarcações 'Oásis' do skipper Manuel Mota e o Açor de João Leal que entraram juntos na Marina do Porto Santo, tendo desde logo uma recepção daquele que é o único skipper madeirense a participar no evento, Rui São Marcos, do 'Quero Quero' que acabou por ser um dos anfitriões dos 'campeões' desta pernada inaugural.

Já ao final da tarde seriam outras duas embarcações a chegarem a bom porto, desta feita o 'Air Mail' de Luís Decq Mota e o 'Deutch Link' do skipper Mikel Priest. Quanto aos restantes participantes apenas durante a noite e já no início da madrugada desta quarta-feira conseguiram completar esta primeira etapa.

No primeiro contacto que o DIÁRIO teve com os primeiros skippers todos elogiaram esta grande organização que partiu do diário Açoriano Oriental, que decidiu levar esta regata inédita no seu 175º aniversário e que conta com a colaboração dos clubes insulares como são o caso do Clube Naval de Ponta Delgada, o Clube Naval do Porto Santo e o Iate Clube Quinta do Lorde, para além dos apoios do grupo Controlinveste, e do Millenium BCP.


Programa social
Para esta quarta-feira a festa desta I Rally Arquipélagos far-se-á em terra, com um vasto programa social. Pelas 16 horas todos os participantes e elementos da organização serão recebidos na Câmara Municipal do Porto Santo, enquanto pelas 20 horas terão o 'Porto Santo de Honra' a ter lugar  no Clube Naval do Porto Santo. Está também agendado um passeio à volta da ilha.


Fazemos mais pela aproximação que os políticos
Manuel Mota, o homem do leme do 'Oásis', reclama como sua esta iniciativa, que hoje ganhou outra projecção e organização. "É um evento muito bom, embora a adesão não seja a que desejamos, permite a alguns barcos sairem dos Açores, o que não é fácil, como se compreende. Pena é que não haja mais barcos da Madeira a participar".

Destacando a circunstância de haver um barco madeirense, o açoriano regista o facto do skipper do 'Quero Quero' já ter estado nos Açores por mais do que uma vez, o açoriano considera que o desporto e em concreto a vela tem feito "mais pela união dos dois arquipélagos do que os políticos da Madeira e dos Açores".


Um repto ao DIÁRIO pela vela
Rui São Marcos, oficial da marinha que reside na Madeira e que é proprietário do 'Quero Quero', já está no Porto Santo a preparar a sua participação neste evento.
Assumindo o papel de anfitrião, destacou na circunstância a sua satisfação "em participar em eventos ligados ao mar, para mais aproximando os Açores da Madeira".
Não sabendo se o evento possa crescer, São Marcos não esconde que "a vela madeirense tem uma resposta a dar, pelo que só espero que não seja necessário esperar 175 anos - a idade do Açoriano Oriental - para que o DIÁRIO organize algo do género".


Apostar mais no turismo náutico
João Leal, o skipper do 'Açor'  destacou à chegada a "importância deste evento, que é muito agradável, uma boa iniciativa na aproximação entre os nossos dois arquipélagos".
Defendendo que os Açores "devia  apostar mais no turismo e sobretudo na náutica", este navegador não lembra os impactos na economia das escalas dos velejadores em eventos como este, ou outros.
Destacando a circunstância de haver um barco da Madeira a participar, o açoriana realça a amizade de longa data com Rui São Marcos, bem como a feliz circunstância de poder beneficiar da recepção que o madeirense dispensou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.