Abbas apela a derrube do Hamas

Abbas apela a derrube do Hamas

 

Lusa / AO online   Internacional   15 de Nov de 2007, 11:44

O Presidente da Autoridade Nacional Palestiniana apelou aos palestinianos para que «façam cair» o movimento islamita Hamas, que assumiu o poder pela força na Faixa de Gaza em Junho.
«Devemos fazer cair esta cambada que assumiu o controlo da Faixa de Gaza pela força das armas e que explora os sofrimentos e as tragédias do nosso povo», declarou Mahmud Abbas, num discurso proferido por ocasião do 19º aniversário da proclamação simbólica do Estado palestiniano.

Durante o discurso em Ramallah, na Cisjordânia, onde o poder é controlado pela Fatah, Abbas também declarou que os palestinianos estão prontos para uma «paz real» com Israel.

«Gostaria de me dirigir ao povo e ao governo israelitas para lhes dizer que estamos determinados a chegar a uma paz real, tendo em vista o interesse das nossas gerações futuras», adiantou.

«A ocupação não oferece segurança a quem quer que seja. A paz e as relações de boa vizinhança baseadas na iguladade e no respeito são a receita para pôr fim a dezenas de guerras, de sofrimentos e de derramamento de sangue», sublinhou Abbas.

Referindo-se à reunião internacional para a paz no Médio Oriente, prevista para finais de Novembro em Annapolis (Maryland), perto de Washington, deve representar «um ponto de partida sério e decisivo para chegar a uma solução justa que garanta os direitos do povo palestiniano que aspira à liberdade e à independência».

Abbas também denunciou «os actos criminosos cometidos pelos gangues à margem da lei do Hamas em Gaza, onde abriram fogo a sangue frio contra multidões que participaram na celebração do terceiro aniversário da morte do mártir Yasser Arafat».

Pelo menos oito palestinianos morreram e mais de 120 ficaram feridos em Gaza quando milicianos do Hamas abriram fogo contra participantes numa manifestação, realizada domingo, em memória de Yasser Arafat, que morreu a 11 de Novembro de 2004 em Paris.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.