"A Luz e a Escuridão de Antero” pelo Ballet Teatro Paz

"A Luz e a Escuridão de Antero” pelo Ballet Teatro Paz

 

Susete Rodrigues/AO Online   Cultura e Social   19 de Out de 2018, 19:00

A coreógrafa Milagres Paz estreia, amanhã, dia 20 de outubro, um espetáculo inspirado na vida e obra do poeta Antero de Quental.

Inspirada na vida e obra do poeta Antero de Quental, Milagres Paz, refere em nota de imprensa que “interessada no património cultural dos Açores e após ler inúmeros documentos sobre a vida e obra de Antero de Quental, o poeta mais dramático da literatura açoriana, fiquei fascinada com o Homem e com o Poeta”. Acrescenta que “as suas palavras transbordam emoções e contradições, luz e escuridão, vazio e a sua voz ecoa além-fronteiras e ultrapassa a imensidão do tempo e do espaço.

A sua vida e obra estão repletas de momentos que me atormentaram a alma e me deixaram o corpo com uma enorme ânsia de comunicar”.

A coreógrafa diz ainda que “os seus altos e baixos emocionais, as suas insónias e os seus algozes, os seus momentos existencialistas, a sua melancolia e, por outro lado, a sua euforia de viver, o seu dinamismo físico e metafísico fizeram dele o poeta que me fascinou, me fez chorar, pensar, meditar, revoltar e acima de tudo amar e ver a morte como uma nova existência”.

A companhia de dança contemporânea Ballet Teatro Paz foi fundada por Milagres Paz, em 1996. Do seu repertório constam mais de uma centena de bailados originais, coreografados por Milagres Paz, e atuações em Portugal, Brasil e Estados Unidos.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.