“A Bênção da Água” é um bailado muito espiritual

“A Bênção da Água” é um bailado muito espiritual

 

Ana Carvalho Melo   Cultura e Social   11 de Out de 2019, 08:17

Milagres Paz, coreógrafa de “A Bênção da Água” que é apresentado no sábado no Teatro Micaelense, explica como surgiu o bailado “ romântico, com um certo impressionismo branco”

O Ballet Teatro Paz apresenta, no sábado, “A Bênção da Água” no Teatro Micaelense, com coreografia de Milagres Paz. Qual a inspiração para este bailado?

A primeira coisa foi o Requiem de Mozart. Quando eu oiço música, automaticamente vejo imagens e, não sei porquê, associei logo o Requiem de Mozart à água. E, como somos feitos de água, e a água é tão importante, eu achei bonito fazer um trabalho com água real em palco. Depois, comecei a pensar sobre o que me interessava fazer sobre a água, e era tudo romântico, com um certo impressionismo branco, porque sempre associei a água ao branco. Lembrei-me de vários temas que fui trabalhando. Um tema muito específico é o limpar os outros, não pela questão da higiene, mas pelo cuidado e pelo toque da ternura. (...)


Pode ler a entrevista na íntegra, na edição desta sexta-feira, 11 outubro 2019, do jornal Açoriano Oriental

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.