Venezuela

500 reclusas em greve de fome

500 reclusas  em greve de fome

 

Lusa/AO Online   Internacional   9 de Dez de 2009, 16:18

Quinhentas mulheres detidas no Instituto Nacional de Orientação Feminina de Los Teques (INOF), a sul de Caracas, estão em greve de fome como forma de reclamar alegados atrasos processuais e para exigir a destituição da directora da cadeia.

No INOF estão detidas várias estrangeiras, entre elas cinco cidadãs de nacionalidade portuguesa.

Duas delas explicaram telefonicamente à Agência Lusa que o protesto começou na última segunda-feira.

Segundo as mesmas fontes, um grupo de detidas conseguiu aceder à área administrativa e retirou de lá vários expedientes que foram queimados no pátio da cadeia, obrigando a Guarda Nacional (polícia militar) a actuar.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.