Açoriano Oriental
Vanessa Amaral: a nerd “anti-social” que fala ao mundo

Vanessa Amaral tem 34 anos. Nasceu na ilha Terceira e depois de abandonar o curso de engenharia geográfica percebeu que o seu caminho seria a comunicar. A jovem açoriana é agora “Head of Social Media & Content” da Worten. Recentemente criou a marca “Os Anti-Sociais” para implementar dois projetos: um podcast e um MeetUp. O podcast é um programa sobre o estado dos conteúdos digitais em Portugal, em que recebe para uma conversa vários profissionais de Marketing, influenciadores e criadores de conteúdos, estrategas e entusiastas da comunicação no digital. O MeetUp passou a formato digital com a pandemia e ganhou mais participantes.


Autor: Tatiana Ourique / AO Online

Vanessa Carreiro Amaral é natural da cidade que considera “a mais linda do mundo”, Angra do Heroísmo. “Estudei no liceu de Angra até aos 17 anos, onde concluí o ensino secundário. Nesse mesmo ano, ingressei no Ensino Superior, no curso de Engenharia Geográfica. Nada a ver, eu sei. Estudei engenharia durante 3 anos, apesar de saber de antemão que não seria para mim. Fui teimosa. Acreditava que só nesta área teria boas hipóteses de empregabilidade”, adiantou a jovem açoriana assumindo nada saber da vida, à data.

Passado esse período, desistiu do curso e foi trabalhar para um Contact Center na área da banca. “Trabalhei na área de cliente e vendas e uma das minhas funções era algo muito ingrato e pesado: recuperação de crédito. Eu ligava às pessoas a dizer-lhes que deviam dinheiro e tentava ajudá-las com soluções para regularizar a situação. Ouvi histórias muito tristes de pessoas que não tinham forma de pagar, ouvi muitas pessoas que não tinham noção de como tinham chegado àquela situação, e ouvi pessoas que, pura e simplesmente, achavam que crédito é algo dado e que estavam convencidas de que não deviam nada a ninguém. Aprendi imenso nessa altura. Aprendi sobre as pessoas e os seus comportamentos, como clientes e indivíduos. Estas aprendizagens serviram-me imenso para o trabalho que tenho atualmente na Worten, como responsável pelas redes sociais da marca”.

A experiência em Contact Center ajudou a jovem de espírito empreendedor a tomar a decisão de voltar a estudar aos 21 anos. “Felizmente, os meus pais tinham a possibilidade de me ajudar a regressar ao Ensino Superior. Deixei Lisboa, voltei uns meses para a Terceira, e preparei-me para o exame nacional de Economia. Nunca tinha tido esta disciplina antes, mas ainda assim consegui tirar um 16, creio. Ingressei no curso de Gestão, na Universidade dos Açores, a minha primeira opção. Nesses anos de UAç, estive à frente de atividades e grupos académicos, onde tive oportunidade de desenvolver capacidades, não só como líder, como também como comunicadora, criadora de conteúdos e criativa. Foi, também, na UAç que conheci um dos meus mentores na área do Marketing Digital, o professor Filipe Carrera. Com ele, aprendi que a Internet era um novo mundo de oportunidades de emprego e que podia “ganhar dinheiro” a criar conteúdos para a net e a gerir redes sociais, algo que fazia desde cedo e adorava”. Nessa altura, Vanessa diz ter percebido “que era possível sonhar”.

Depois de 4 anos em Ponta Delgada, voltou a Lisboa e ingressou como estagiária na Worten. Começou por gerir conteúdos de e-commerce para o site da marca. “Estive responsável pelas áreas de Mobile, Informática e Entretenimento (filmes, música e videojogos). Fui responsável pela estratégia de conteúdos do novo site da Worten, onde trabalhei com equipas de desenvolvimento de IT, UX e UI designers. Aprendi imenso nessa altura e foi um dos projetos mais desafiantes da minha vida profissional. Trouxe novas ideias e novos formatos de conteúdo ao e-commerce da Worten e penso que, graças a isso, fui convidada pela diretora de Marketing, Inês Drummond Borges, a criar uma nova área de redes sociais dentro do Marketing da Worten. Foi criado um novo cargo, uma nova equipa de trabalho, com novos parceiros e eu tive oportunidade de pensar e de fazer um recomeço completo à estratégia e presença da marca nestes meios. É o que faço, atualmente, como Head of Social Media & Content da Worten, funções que desempenho desde janeiro de 2018”.

Recentemente a jovem terceirense abraçou novos desafios como formadora e palestrante. “Descobri que gosto de dar aulas. É importante para mim deixar essa pegada no mundo, um legado. Acredito que, com essa passagem de conhecimento, poderei vir a inspirar outras pessoas a seguirem os seus sonhos e as suas vocações e a fazerem mais e melhor”.

Tinha 14 ou 15 anos quando colocou “no ar” a primeira página web. “Durante alguns dias, dediquei-me intensivamente a aprender. Que software usar? Como registar um domínio? Como montar um servidor? Na altura, ainda não existiam plataformas como o Blogger ou o Wordpress. Utilizei “velhinho” Microsoft Frontpage. A primeira webpage que criei nasceu da necessidade que tive de mostrar aos meus colegas e professores de liceu que o terrorismo não era algo que acontecia apenas em países islâmicos ou em regimes ditatoriais. Era algo que acontecia, e acontece, dentro do continente europeu. Eu sei que não é um tema muito positivo, mas é algo que sempre me fez muita confusão. Talvez tenha a ver com o facto da minha geração ter sido fortemente marcada pelo 11 de setembro. A partir desse momento, a vida não foi mais a mesma para ninguém”.

Atualmente o seu formato preferido é o vídeo. “Gosto de filmar e de editar. Recorro frequentemente à escrita, por ser um processo mais rápido de implementar ou dar visibilidade a ideias. Sou muito impaciente e, às vezes, um pensamento ou uma história não pode ficar à espera de um script, de disponibilidade para filmar e editar. Tem de ser já! Senão, corre-se o risco de perder o timing ou a relevância”. Vanessa associa a sua necessidade de comunicar ao facto de ter nascido nos Açores. “Sou açoriana, por natureza somos excelentes contadores de histórias. Somos, também, músicos, autores, poetas e foliões. Não há açoriano que não tenha um lado artístico, numa ou noutra forma de expressão. Temos necessidade de nos expressarmos. No meu caso, sempre tive histórias para contar, mesmo que não fossem as minhas. Há verdades que não nos podem passar ao lado, porque nos levam a crescer enquanto pessoas e a ganhar espírito crítico. Pessoas informadas tomam melhores decisões, supostamente”.

Atualmente é responsável pela estratégia de comunicação e gestão das redes sociais das marcas Worten e Worten Game Ring. Lidera uma equipa de criativos, criadores de conteúdo, videógrafos, gestores de comunidades, analistas e gestores de media. “Tudo o que sai para as redes onde a marca tem presença, Facebook, Twitter, Instagram, Youtube, LinkedIN e Twitch, é pensado, executado, medido e otimizado pela minha equipa”.

Vanessa prepara-se, agora, para regressar aos Açores e para trabalhar mais afincadamente no projeto “Os Anti-Sociais”, uma marca que criou para implementar dois projetos: um podcast e um MeetUp. O podcast é um programa sobre o estado dos conteúdos digitais em Portugal, em que convido para uma conversa vários profissionais de Marketing, influenciadores e criadores de conteúdos, estrategas, e entusiastas da comunicação no digital. São pessoas com as quais me tenho cruzado na minha vida profissional e que considero terem uma palavra a dizer sobre o que fazem e de que forma estão a contribuir para o panorama digital no nosso país.

Já o MeetUp “é um evento informal que acontece na última quinta-feira de cada mês. É aberto a todos os que gostam de criar conteúdo e que querem conhecer outras pessoas com projetos de criação, seja para se inspirarem ou até para colaborarem ou tirarem ideias. Inicialmente, reuníamos na cervejeira Dois Corvos, em Marvila, mas, desde o início da pandemia, passámos para o formato digital e começámos a reunir via Zoom. Desde que passámos para o formato digital, o número de participantes tem aumentado bastante”.

A experiência enquanto mentora da StartUp Angra

“Foi uma experiência gira e desafiante. A mentoria é algo que queria fazer há já algum tempo. Poder partilhar o que fui aprendendo ao longo do meu percurso é muito gratificante para mim. Poder partilhá-lo com malta açoriana com vontade de fazer coisas novas e giras é híper gratificante. Estou neste processo pessoal de perceber de que forma consigo contribuir cada vez mais para o futuro da minha região, acho que este foi um primeiro passo. Espero que venham muitos mais desafios como este. Na Startup, conheci projetos e pessoas muito interessantes,

com ideias muito claras do que querem fazer. Pessoas da minha área, Marketing Digital, que estão a trazer ao Açores uma série de novos serviços para esta nova realidade da comunicação no digital, ainda mais em tempo de pandemia, em que os negócios têm obrigatoriamente de encontrar a sua presença nestes meios. Encontrei pessoas com ideias de negócio de enorme interesse para a região e para dinamização da oferta de serviços na região. Acima de tudo, encontrei malta com vontade de fazer acontecer, que só precisaram de umas luzes de como comunicar o seu negócio na Internet”.



PUB
 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.