Túnel "sofisticado" descoberto na fronteira entre México e EUA


 

Lusa/AO online   Internacional   1 de Nov de 2013, 12:09

As autoridades dos EUA e do México declararam na quinta-feira ter descoberto um túnel "sofisticado" sob a sua fronteira comum, destinado a transportar droga entre os dois países.

 

O túnel, equipado com sistema elétrico, condutas de refrigeração e carris, foi encerrado na noite de quarta-feira, depois da sua descoberta perto da fronteira entre San Diego e Tijuana.

Três pessoas foram detidas e as autoridades apreenderam mais de oito toneladas de marijuana e perto de 150 quilos de cocaína.

A agência norte-americana para as fronteiras e alfândegas (ICE, na sigla em Inglês) adiantou que esta foi a primeira vez que foi encontrada cocaína neste género de túneis.

Em Tijuana, as autoridades mexicanas precisaram que o acesso ao túnel se fazia por uma escada de metal, que descia até 20 metros de profundidade.

As forças da ordem norte-americanas indicaram, por seu turno, que o túnel tinha mais de 500 metros de comprimento, 90 centímetros de largura e 1,2 metros de altura e que, dada a sua sofisticação, deveria ter sido concebido por arquitetos e engenheiros.

Desde 2006 já foram descobertos oito túneis deste género, acrescentaram as autoridades dos dois estados, em conferência de imprensa, em San Diego.

Do lado mexicano, a saída do túnel estava num edifício construído a 80 metros da fronteira, acrescentou uma fonte policial, sob anonimato.

O túnel “era sofisticado”, acrescentou esta fonte, explicando que a droga era transportada nos carris em vagões pilotados eletronicamente.

A procuradora norte-americana do distrito da Califórnia do Sul, Laura Duffy, declarou na conferência de imprensa que dois “supertúneis” comparáveis tinham sido descobertos em 2011.

Este género de túneis é descoberto com alguma regularidade na fronteira entre México e EUA. As autoridades dizem que são utilizados para traficar droga e pessoas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.