Titan exige 130 mil dólares para libertar cavalos

Titan exige 130 mil dólares  para libertar cavalos

 

Lusa/AO Online   Regional   17 de Dez de 2009, 11:49

A empresa norte-americana ‘Titan’ exige 130 mil dólares de caução para libertar os sete cavalos de raça pura lusitana resgatados do cargueiro 'S. Gabriel', que esteve encalhado na costa sul de S. Miguel, Açores.

Um dos proprietários dos animais revelou hoje à Lusa que a empresa mandou realizar uma avaliação dos animais, tendo depois apresentado esta proposta de caução para que os proprietários possam retirar os cavalos da Associação Equestre de S. Miguel, onde se encontram retidos desde que foram retirados do cargueiro.

Os proprietários dos sete cavalos, que seguiam a bordo do navio a caminho de Lisboa, onde deveriam ter participado numa prova da Taça de Portugal de ‘Dressage’, vão agora avaliar a proposta da empresa responsável pela operação de resgate.

Antes de darem uma resposta, solicitaram um parecer aos serviços jurídicos da Associação Portuguesa de Puro-Sangue Lusitano, numa tentativa de apurarem quais foram os critérios que estiveram na base da proposta apresentada pela 'Titan'.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.