Terminadas operações de resgate em prédio que desabou na Rússia

Terminadas operações de resgate em prédio que desabou na Rússia

 

Lusa/AO online   Internacional   3 de Jan de 2019, 15:34

Os trabalhos de resgate nos destroços de um prédio de apartamentos parcialmente destruído após uma explosão de gás terminou hoje e o número de mortos é de 39, anunciou o Ministério dos Serviços de Emergências russo.


Um bebé foi resgatado com vida dos escombros na terça-feira pelas equipas de socorro e encontra-se em estado grave.

Cerca de 1.100 pessoas habitavam este edifício construído em 1973, durante a época soviética, sendo que 35 apartamentos ficaram completamente destruídos com uma explosão de gás que ocorreu na segunda-feira.

Os serviços de socorro estiveram a trabalhar com temperaturas em torno dos –27 graus Celsius nos escombros do edifício, que se localiza em Magnitogorsk, uma cidade industrial da região dos Urais, a 1.700 quilómetros de Moscovo.

As explosões de gás com mortes são relativamente comuns na Rússia devido ao envelhecimento das infraestruturas e das normas de segurança que são ignoradas.

Os funerais irão acontecer a partir de sexta-feira, após a identificação dos corpos, segundo as autoridades russas.

O Presidente russo, Vladimir Putin, deslocou-se na segunda-feira ao local e visitou os hospitais para onde foram conduzidos os feridos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.