Turismo

Terceiro maior operador britânico de turismo declara falência


 

Lusa/AO online   Economia   12 de Set de 2008, 16:40

O terceiro maior operador turístico britânico XL Leisure Group declarou falência e cancelou todos os voos da sua companhia aérea, deixando em terra milhares de passageiros.
Num comunicado emitido na sua página na Internet, o XL Leisure Group afirma que se colocou sob administração judicial, em resultado dos elevados preços do petróleo, do abrandamento económico e da impossibilidade de conseguir financiamentos.

    O grupo indicou que todos os voos da sua companhia aérea, a XL Airways, que voa para 50 destinos essencialmente medierrânicos, foram "imediatamente cancelados".

    Segundo o presidente do grupo, Phil Wyatt, que falava em conferência de imprensa, cerca de 67 mil clientes ficaram em terra em aeroportos britânicos e estrangeiros, enquanto a Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido indicou que perto de 200 mil pessoas tinham feito reservas no operador.

    O porta-voz da AAC, David Clover, referiu que estão a ser organizados "voos de repatriação" para os cidadãos britânicos afectados pelo colapso da XL e suas filiais, como Travel City Direct, Medlife Hotels Limited e Freedom Flights.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.