Açoriano Oriental
Teatro Micaelense passa “Cinema Paraíso”

O Teatro Micaelense exibe, amanhã, mais um “Filme da Minha Vida”, desta vez escolhido por Ana Paula Andrade, compositora, pianista e professora, que selecionou “Cinema Paraíso”, de Giuseppe Tornatore .


Autor: Paula Gouveia

O filme escolhido é um marco da história do cinema italiano: conquistou em Cannes o Prémio Especial do Júri e a Academia de Hollywood escolheu-o como o melhor filme de língua estrangeira.

Em “Cinema Paraíso”, vemos o famoso cineasta Salvatore Di Vitta a receber um telefonema da mãe, que lhe comunica a morte do seu velho amigo Alfredo. Salvatore, ou Totó como era conhecido em criança, regressa à sua aldeia natal, na Sicília, onde é invadido por recordações da infância, de um tempo em que vivia fascinado pela cabina mágica de Alfredo, o mal-humorado projecionista do cinema da vila: o Cinema Paraíso. Alfredo, que o deixava ver todos os filmes, ocupava de certa forma o papel do pai, desaparecido durante a Segunda Guerra Mundial, e acabou por contribuir para a sua carreira como cineasta.

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.