Açoriano Oriental
Sporting nega dívida ao Belenenses SAD

O Sporting negou este domingo ter qualquer dívida com o Belenenses SAD e que nada tem a pagar com a transferência do futebolista Eduardo Henrique dos 'azuis' para a equipa 'leonina'.

Sporting nega dívida ao Belenenses SAD

Autor: AO Online/ Lusa

"A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD esclarece que nada deve à Belenenses SAD relativamente à transferência do jogador Eduardo Henrique. O atleta foi contratado ao SC Internacional e quaisquer dívidas ou litígios entre esses clubes não dizem respeito à Sporting CP - Futebol, SAD", pode ler-se no comunicado.

Também a intenção por parte dos 'azuis' de virem a agir cível e criminalmente contra o diretor desportivo do Sporting, Hugo viana, foi contestada por parte do emblema 'leonino'.

O clube de Alvalade refere que contava com um pedido e desculpas por parte do presidente do Belenenses SAD, Rui Pedro Soares, e não com a ameça de um processo.

"Depois do comportamento lamentável e das insinuações proferidas ontem [sexta-feira] pelo presidente da Belenenses SAD nas bancadas do estádio da Cidade do Futebol da Federação Portuguesa de Futebol, esperava-se um pedido de desculpas à Sporting CP - Futebol, SAD e a Hugo Viana, e não um texto do teor que foi publicado pela Belenenses SAD", conclui o comunicado.

O Belenenses SAD anunciou hoje ir processar o diretor desportivo pelas afirmações proferidas no jogo da I Liga de futebol entre as duas equipas (vitória 'leonina' por 3-1), informaram hoje os ‘azuis’.

“A Belenenses SAD anunciou hoje que vai processar cível e criminalmente Hugo Viana pelas afirmações publicadas nos jornais de hoje”.

No comunicado, os 'azuis' dizem estar em causa a frase “Paga o que deves!”, proferida por Hugo Viana em direção a Rui Pedro Soares, referindo que a Belenenses SAD nada deve ao Sporting nem a Hugo Viana, mas que ainda não recebeu “um único euro dos 450 mil a que tem direito pela transferência de Eduardo Henrique”, médio brasileiro que se mudou para Alvalade no passado verão.

A partida de sexta-feira ficou marcada por críticas do Belenenses SAD à arbitragem de Hélder Malheiro, sobretudo na repetição da grande penalidade que daria o terceiro golo ao Sporting, aos 45+2 minutos, apontado por Jovane Cabral. O guarda-redes Koffi defendeu o primeiro penálti, mas adiantou-se na linha de baliza e o árbitro mandou repetir, sob muitos protestos.

O Belenenses SAD ameaçou mesmo não regressar para a segunda parte do encontro, o que acabou por não suceder. Contudo, os ‘azuis’ estão a ponderar pedir a despenalização do burquinense Koffi, admoestado com o quinto cartão amarelo pelos protestos na repetição da grande penalidade, que o afasta da receção ao Tondela.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.