Sócrates e Carlos César juntos em comício em Guimarães

Sócrates e Carlos César juntos em comício em Guimarães

 

Lusa/AO online   Nacional   19 de Set de 2008, 21:22

O secretário-geral do PS, José Sócrates, e o presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César fazem sábado, em Guimarães, os discursos de encerramento do comício de rentrée, no qual os socialistas contam juntar 12 mil apoiantes
De acordo com fonte da direcção do PS, o comício que pretende assinalar a abertura do ano políticos dos socialistas terá em primeiro lugar a "marca simbólica" do regresso de José Sócrates ao mesmo local em que foi formalmente eleito secretário-geral no congresso de 2004.
"O comício marca também o arranque para um ano político eleitoral, ciclo que começa já em Outubro com as eleições regionais dos Açores", disse a mesma fonte, numa alusão à presença e ao destaque concedido a Carlos César na lista de oradores.
Além de José Sócrates e de Carlos César, discursam no comício o presidente da Câmara de Guimarães, António Magalhães, e o líder do PS/Braga, Joaquim Barreto.
O comício terá como "slogan" a expressão "A força da mudança" e será assente em dois pilares: "inovação e solidariedade".
"Esta mensagem pretende sublinhar a ideia de que Portugal tem tido desde Março de 2005 um Governo reformista, responsável pela introdução de mudanças modernizadoras na sociedade portuguesa", justificou fonte da direcção do PS.
Antes dos discursos do líder socialista e do presidente do Governo Regional dos Açores será exibido um filme com exemplos de "15 exemplos de mudanças para um Portugal moderno".
Nesse mesmo filme, são apresentados como exemplos de mudanças o Plano Tecnológico, a aposta na ciência e a introdução do inglês no ensino básico, o sistema de empréstimos para estudantes do Ensino Superior, o programa Novas Oportunidades, a consolidação das finanças públicas, os investimentos em Portugal, a estratégia de desenvolvimento das energias renováveis e o programa de simplificação administrativa (Simplex).
A direcção do PS reivindica ainda como "marcas de mudanças" medidas como a lei da paridade, a criação do complemento solidário para idosos e as unidades familiares de saúde, as políticas de família com a concessão do abono pré-natal às grávidas, a interrupção voluntária da gravidez até às dez semanas e a reforma das farmácias.
Sobre os meios envolvidos na preparação do comício, a direcção dos socialistas assegura que os meios "são os normais" neste tipo de iniciativas do PS.
"São completamente falsos os rumores de que alguém do partido tenha estado nos Estados Unidos a acompanhar as eleições presidenciais, para depois importar ideias e métodos", acrescentou um dirigente do PS.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.