Sócrates abandona PS na sequência de uma "condenação sem julgamento"

Sócrates abandona PS na sequência de uma "condenação sem julgamento"

 

Lusa/AO Online   Nacional   4 de Mai de 2018, 06:53

O antigo primeiro-ministro José Sócrates pediu a desfiliação do Partido Socialista na quinta-feira, de acordo com uma carta enviada ao partido em que diz ter sido alvo de uma "condenação sem julgamento", foi hoje divulgado.


"É chegado o momento de pôr fim a este embaraço mútuo", escreveu o ex-líder socialista na carta a que o Jornal de Notícias teve acesso.

De acordo com o jornal, a decisão surge na sequência das críticas de que o antigo primeiro-ministro tem sido alvo, quer pelo líder parlamentar do PS, Carlos César, quer pelo porta-voz socialista João Galamba, entre outras destacadas figuras do partido.

O principal arguido da Operação Marquês considera estar a ser alvo "uma espécie de condenação sem julgamento".

Em declarações à TSF, e questionado sobre o caso do dinheiro alegadamente recebido pelo ex-ministro Manuel Pinho, Carlos César disse que, com José Sócrates, a vergonha do PS "ainda é maior".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.