Açoriano Oriental
Só Baró e Pepe estão indisponíveis para jogo com Vitória de Setúbal, diz Sérgio Conceição

O treinador do FC Porto afirmou este sábado que Romário Baró e Pepe são os únicos indisponíveis para a receção ao Vitória de Setúbal, no domingo, para a quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol.

article.title

Foto: Eduardo Resendes
Autor: AO Online/ Lusa

Desta forma, na conferência de imprensa de antevisão do jogo, Sérgio Conceição apenas excluiu os lesionados para o encontro, deixando perceber que poderá contar com Marchesin, Uribe, Luis Días e Saravia, preteridos na visita ao Boavista, por alegado incumprimento do regulamento disciplinar.

“Vamos apresentar o ‘onze’ que acho mais em forma. Tendo em vista os jogadores que trabalharam para preparar este jogo. Todos os jogadores, à exceção do Romário [Baró] e do Pepe, estão disponíveis para serem convocados", revelou o técnico.

O encontro marcado para as 17:30 vai marcar a estreia de Julio Velázquez no comando técnico dos setubalenses, após suceder a Sandro Mendes.

"Nós não sabemos bem o que vamos encontrar até porque é um novo treinador, com novas ideias - não estou a dizer se melhor ou pior, mas novas ideias de certeza - dinâmicas diferentes, esquemas táticos diferentes também. Temos de nos focar naquilo que é a nossa equipa e no que temos de fazer para conquistar os três pontos, independentemente daquilo que é a estratégia do adversário", explicou Sérgio Conceição.

O técnico ‘azul e branco’ disse ainda encarar com naturalidade o próximo ciclo de oito jogos até ao Natal.

"Encaramos este ciclo como outro qualquer. Todos os jogos são de grandes decisões, porque quando empatamos um jogo é muito mau para o FC Porto, perder nem se fala. Estamos habituados a essa pressão, que tem a ver com essa paixão e culpabilizo, sem dúvida nenhuma, o nosso presidente, porque ganhou muitos títulos, ganhou tudo e é o presidente mais titulado do mundo e a nova geração de adeptos do FC Porto está habituada a ganhar sempre", vincou.

Sérgio Conceição manifestou desinteresse pelo valor da cláusula imposta ao jovem Fábio Silva, de 17 anos, com a renovação de contrato com os ‘dragões’.

"Não quero saber disso. Não sou dirigente. Não estou nas cláusulas, nem nos contratos. Não me interessa nada disso. Eu digo sempre que o mercado fica fora do Olival. E a prova disso é que tive jogadores que acabavam contrato nessa época e não foi por isso que não jogaram e outros que tinham contrato de quatro anos e saíram mais rápidos do que pensavam", rematou.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.