SIM facilita desempenho das empresas

SIM facilita desempenho das empresas

 

Lusa / AO online   Economia   6 de Nov de 2007, 09:53

O ministro da Economia, Manuel Pinho, destacou que a economia portuguesa está a crescer por mérito das pequenas e médias empresas, estando o governo apostado em lhes criar "um ambiente fácil".
Falando em Aveiro, onde apresentou aos empresários o programa de Soluções Integradas para a Modernização(SIM), Manuel Pinho sublinhou "o bom desempenho das exportações" como factor de crescimento e sinónimo de maior competitividade.

"As exportações são o critério objectivo para medir a competitividade e se a nossa economia está a crescer deve-se, sobretudo, às exportações das pequenas e médias empresas", declarou.

O programa SIM, segundo o ministro, insere-se na política do governo de criar "um ambiente fácil" às pequenas empresas e aos negócios, tal como o foi a criação da "empresa na hora", porque "são as pequenas e médias empresas que sentem mais o peso da burocracia".

"O SIM é mais do que o QREN para as empresas. É um conjunto de programas que se insere na nova política europeia para as PME, de soluções integradas, porque não basta actuar numa parte específica", descreveu.

Segundo pormenorizou o presidente do IPQ, José Marques dos Santos, "o portal do SIM permite apresentar a informação para as empresas de forma integrada, que assim se conseguem dirigir à solução certa" e não se esgota nos financiamentos do QREN, já que as empresas podem aceder a uma vasta gama de informação, como normas técnicas e condições de acesso aos mercados.

Jaime Andrez, presidente do IAPMEI, explicou que o portal do SIM "está organizado por áreas e em cada uma são consultados com facilidade os diversos apoios das várias instituições, seja para a criação da empresa, seja para a fase de arranque, para o desenvolvimento ou para a sua internacionalização".

Segundo Jaime Andrez, no que respeita aos financiamentos, "as candidaturas serão apresentadas electronicamente e o processo é muito mais simplificado" do que nos anteriores programas.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.