Serviço de urgência cobra 35 euros a utentes da ADSE

Serviço de urgência cobra 35 euros a utentes da ADSE

 

Lusa / AO online   Nacional   3 de Dez de 2007, 10:13

O ministro da Saúde desvalorizou esta segunda-feira que a urgência do hospital de Valpaços cobre 35 euros aos beneficiários da ADSE, considerando que há a alternativa do hospital de Chaves, a menos de 30 quilómetros.
Segundo o Diário de Notícias de hoje, desde 19 de Novembro que o Serviço de Atendimento Permanente do Hospital de Valpaços, da Santa Casa da Misericórdia, exige 35 euros pelo atendimento aos beneficiários da ADSE.

Segundo a Santa Casa da Misericórdia de Valpaços, isso acontece porque desde Novembro de 2001 não foi entregue ao hospital qualquer valor relativo ao atendimento dos utentes da ADSE.

"Isso é com a Misericórdia. Há uma urgência médico-cirúrgica ali muito perto, em Chaves", comentou o ministro Correia de Campos quando questionado pela agência Lusa sobre a situação no SAP do hospital de Valpaços.

"Que mal tem que o sector privado abra os seus serviços? O sector privado é complementar do sector público", acrescentou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.