Somália

Sequestrado navio tanque com tripulação de 27 pessoas


 

Lusa/AOonline   Internacional   28 de Nov de 2008, 10:09

Um navio tanque, com produtos químicos e petróleo e com bandeira da Libéria, foi sequestrado no Golfo de Aden por piratas somalis, informou Andrew Mwangura, director do Programa de Assistência Marítima (PAM).
O navio “Biscaglia” foi sequestrado “nas últimas horas”, explicou Mwangura, que não deu mais pormenores sobre o incidente.

    Entretanto, duas fontes diplomáticas, que pediram para não ser identificadas, afirmaram que quando o navio foi atacado, com uma tripulação de 27 pessoas a bordo e três seguranças britânicos, um navio patrulha que estava perto enviou helicópteros para intervir.

    No entanto, os helicópteros apenas conseguiram socorrer os três guardas de segurança britânicos, que iam a bordo e se atiraram para a água, porque os piratas já tinham assumido o controlo da embarcação, adiantaram as fontes.

    As mesmas fontes referiram que a tripulação incluía 25 indianos e dois cidadãos do Bangladesh.

    Este ano, já foram registados 96 ataques de piratas e 39 embarcações foram sequestradas em águas somalis, incluindo o petroleiro saudita Sirius Star, com 300 metros de comprimento e com capacidade para dois milhões de barris de petróleo.

    Actualmente, os piratas detêm sequestrados 15 navios e cerca de 300 tripulantes.

    As águas somalis e do Golfo de Aden, de onde se tem acesso ao Mar Vermelho e ao canal de Suez, converteram-se nas mais perigosas do mundo, fazendo com que algumas companhias marítimas se tenham desviado para rotas mais longas mas mais seguras, nomeadamente a que passa pelo Cabo da Boa Esperança.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.