Senado norte-americano encerra sessão sem acordo sobre polémico muro

Senado norte-americano encerra sessão sem acordo sobre polémico muro

 

Lusa/Ao online   Internacional   22 de Dez de 2018, 21:34

O Senado norte-americano encerrou a sessão deste sábado sem um acordo sobre a questão do muro com a fronteira do México, estando a próxima sessão plenária marcada para quinta-feira.

Um acordo era necessário para impedir a paralisação parcial do governo mas as negociações arrastam-se sobre o financiamento para a construção de um muro na fronteira com o México, uma promessa eleitoral do Presidente Donald Trump.

O líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, encerrou a sessão de hoje sem soluções e as conversações decorrem no Capitólio (sede do Congresso, formado pelo Senado e Câmara dos Representantes), envolvendo o vice-Presidente, Mike Pence, e o líder democrata no Senado, Chuck Schumer.

Sem solução para o impasse, o Senado não deve voltar a reunir-se na segunda-feira, véspera de Natal, estando a próxima sessão plenária marcada para a próxima quinta-feira.

Já hoje os líderes democratas responsabilizaram o Presidente dos Estados Unidos pela paralisação parcial do Governo federal, acusando-o de assumir uma "birra", poucas horas depois de Donald Trump os ter culpado pela ausência de acordo orçamental.

Vários serviços da administração norte-americana fecharam à meia-noite (05:00 em Lisboa) depois do impasse entre Trump e o Congresso sobre o financiamento para a construção de um muro na fronteira com o México.

Os democratas alegaram que o muro é "ineficaz e caro" e sublinharam que Trump "convenceu os republicanos a empurrar a nação para uma destrutiva paralisação no meio da temporada de festas".

Alguns dos serviços do Governo federal dos EUA deixaram hoje de ter financiamento e enfrentam uma paralisação parcial devido à falta de entendimento entre a Câmara dos Representantes, Senado e o Presidente norte-americano.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.