Açoriano Oriental
Liga das Nações - Portugal-Suécia
Seleção lusa procura vitória para fugir na liderança do grupo

Portugal procura na quarta-feira, frente à Suécia, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, regressar às vitórias na Liga das Nações de futebol e fugir na liderança no Grupo 3 da Liga A, na quarta jornada.

Seleção lusa procura vitória para fugir na liderança do grupo

Autor: Lusa/AO Online

Depois do empate a zero com a França na última ronda, em Saint-Denis, a seleção portuguesa recebe os suecos, últimos classificados do grupo com zero pontos, com o objetivo de se isolar no topo da classificação e ficar mais perto da fase final.

Para isso, no 20.º confronto entre as duas nações, o atual detentor da Liga das Nações tem de novamente bater a Suécia, como aconteceu no duelo da segunda jornada (2-0), em Solna, e esperar que a França tropece na Croácia.

Portugal e França seguem no topo no Grupo 3, com sete pontos, embora a formação lusa tenha para já vantagem na diferença de golos, enquanto a Croácia, que é terceira, reentrou na luta pelo apuramento na última ronda, depois de vencer em casa a Suécia, por 2-1, somando os primeiros três pontos.

Além do empate a zero em França e do triunfo por 2-0 na Suécia, Portugal iniciou a defesa do título da Liga das Nações com uma goleada sobre a Croácia, por 4-1, no Estádio do Dragão, no Porto.

Exatamente uma semana depois do ‘nulo’ com a Espanha (0-0), num particular, a seleção nacional volta a atuar no Estádio José Alvalade, desta vez num encontro oficial e com direito a 5.000 espetadores nas bancadas, naquele que será o jogo de futebol no país com mais adeptos desde o início da pandemia da covid-19.

Em relação ao encontro com a França, é esperado que o selecionador Fernando Santos opere algumas alterações no ‘onze’ inicial, com João Cancelo a poder regressar ao lado direito da defesa, já que é um lateral mais ofensivo do que Nelson Semedo, assim como Renato Sanches ou João Moutinho no meio campo, desfazendo a dupla Danilo-William Carvalho.

Longe da melhor forma, Bernardo Silva pode igualmente sair da equipa inicial, dando lugar a uma unidade mais ofensiva como Diogo Jota, Trincão ou até o ponta de lança André Silva.

Do lado da Suécia, que só conta derrotas e tem apenas um golo marcado, para cinco sofridos, o selecionador Janne Andersson necessita com alguma urgência de um bom resultado em Lisboa para acalmar as críticas, numa altura em que começa a ser contestado no cargo.

Já afastado da seleção, Zlatan Ibrahimovic tem sido uma das vozes que tem defendido a saída do técnico de 58 anos, tendo já classificado Andersson como “incompetente” e “uma anedota”.

Na formação escandinava, destaque para Dejan Kulusevski, avançado de apenas 20 anos, colega de Cristiano Ronaldo na Juventus, que é apontado com a futura estrela da Suécia, e para o médio criativo Emil Forsberg, do Leipzig.

O Portugal-Suécia está agendado para as 19h45 (menos uma nos Açores) e terá arbitragem do sérvio Srdjan Jovanović.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.