Seleção de râguebi alcança maior triunfo da história frente à República Checa


 

Lusa/Ao online   Outras modalidades   23 de Mar de 2019, 21:00

A seleção portuguesa de râguebi alcançou este sábado, nas Caldas da Rainha, o maior triunfo da sua história, ao vencer a República Checa por 93-0, em jogo da quarta jornada do Rugby Europe Trophy.

Portugal suplantou por 24 pontos o seu anterior recorde, que era de 69-0, alcançado em 27 de fevereiro de 2010, frente à Alemanha.

O resultado deixa a seleção portuguesa a precisar apenas de um empate no derradeiro jogo da competição, em 06 de abril, na Lituânia, para vencer pela terceira vez consecutiva o título do segundo escalão europeu, com exceção do Torneio das Seis Nações.

Portugal não precisou de mais do que 24 minutos para chegar aos quatro ensaios que garantiam o ponto de bónus ofensivo e foi, a partir desse momento, escalando o marcador com uma facilidade, que prova que pertence a 'outro campeonato'.

O encontro terminou mesmo com os 'lobos' à procura de chegar à centena de pontos, objetivo que ficaram a dever apenas a si próprios, não tanto por não conseguirem um 16.º ensaio na bola de jogo, mas sim pela displicência na hora de atirar aos postes: Portugal errou uma penalidade e seis transformações, que poderiam ter dado mais 15 pontos.

No histórico resultado evidenciaram-se António Vidinha e Caetano Castelo Branco, com três ensaios cada, enquanto Manuel Marta foi o melhor marcador da tarde, com 22 pontos, resultantes de dois ensaios e seis transformações.

Portugal lidera a classificação do Rugby Europe Trophy com 19 pontos, mais seis do que a Holanda e 14 do que a Lituânia, que, contudo, ainda só disputou dois jogos.

Para garantir a disputa do 'play-off' de acesso ao primeiro escalão, frente à Alemanha, a seleção lusa precisa apenas de um empate naq Lituânia, ou que esgte país não vença com ponto de bónus todos os três encontros que lhe restam.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.