Irão

Sarkozy e Obama esperam "progressos decisivos"

Sarkozy e Obama esperam "progressos decisivos"

 

Lusa/AO Online   Internacional   15 de Out de 2009, 08:37

Os presidentes norte-americano Barack Obama e francês Nicolas Sarkozy abordaram quarta-feira, por telefone, a questão da energia nuclear iraniana, com o primeiro a falar da necessidade de uma frente unida e o segundo a manifestar esperança em progressos “decisivos”.

Os dois líderes sublinharam “a necessidade de prosseguir uma abordagem internacional unida face às ambições nucleares iranianas”, disse a Casa Branca.

Eles “manifestaram a esperança de que o relançamento do diálogo conduzirá a progressos decisivos durante as próximas semanas, em conformidade com as obrigações internacionais do Irão, recordando que a cooperação iraniana será avaliada até ao fim do ano”, indicou o Eliseu, igualmente em comunicado.

Os dois presidentes também discutiram o aquecimento climático e a preparação da cimeira de Copenhaga, durante uma conversa qualificada pela Casa Branca como “amigável e produtiva”.

“Os dois presidentes pretendem intensificar a concertação entre a França, a União Europeia e os Estados Unidos, para contribuir para o sucesso da cimeira de Copenhaga”, disse o Eliseu.

As grandes potências ocidentais suspeitam fortemente que o Irão quer dotar-se clandestinamente de uma arma nuclear ao abrigo de um programa nuclear civil, situação que Teerão nega.

A 01 de Outubro em Genebra, o Irão comprometeu-se a abrir rapidamente aos inspectores internacionais o seu novo complexo de enriquecimento de urânio, perto de Qom, no centro do país.

A 19 de Outubro em Viena devem começar as discussões sobre um possível enriquecimento de urânio iraniano no estrangeiro, o que reduziria os riscos de desenvolvimento de um programa atómico com fins militares.

A conferência da ONU sobre o clima que se realiza de 07 a 18 de Dezembro em Copenhaga visa encontrar um novo acordo sobre uma redução vinculativa dos gases com efeito de estufa para substituir o protocolo de Quioto que termina em 2013.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.