Açoriano Oriental
Covid-19
Rússia repete recorde de mortes com 174 vítimas em 24 horas

A Rússia registou 174 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, repetindo o recorde registado há dois dias e atingindo um total de 4.142 vítimas mortais, metade das quais na capital Moscovo, anunciaram as autoridades russas.

Rússia repete recorde de mortes com 174 vítimas em 24 horas

Autor: Lusa/AO Online

Apesar de o número de infetados ter descido em relação aos valores que se registavam no início do mês, quando chegaram a totalizar 11.000 novos casos diários, a Rússia contabiliza hoje 8.371 novos infetados com Covid-19, número semelhante ao de quarta-feira.

No total, o número de doentes com o novo coronavírus superou os 379.000, o que significa que a Rússia continua a ser o terceiro país com mais casos de infeções no mundo, logo a seguir aos Estados Unidos e ao Brasil.

Embora Moscovo seja responsável por metade do total de doentes, as autoridades locais decidiram aliviar as medidas de restrição para combater e proteger os contágios.

Na quarta-feira, o presidente da Câmara de Moscovo anunciou o levantamento, a 01 de junho, de restrições impostas no final de março para travar a pandemia da Covid-19, permitindo a reabertura de muitas empresas e, condicionalmente, zonas de passeio pedonais.

“Estamos a propor abrir a 01 de junho não apenas o comércio de produtos alimentares, mas também o comércio não-alimentar”, disse Sergei Sobianine ao Presidente russo, Vladimir Putin, durante uma videoconferência.

Os serviços que não requerem contacto humano prolongado, como as lavandarias ou pequenos ateliês de Moscovo, também poderão retomar a atividade.

“Desde 12 de maio que o número de hospitalizações caiu 40%. Conseguimos evitar um cenário difícil. Estamos a controlar a situação e penso que vai melhorar”, afirmou o autarca, garantindo que quase metade das camas hospitalares reservadas para infetados com o coronavírus estão desocupadas.

Estes anúncios foram feitos depois de o Kremlin ter anunciado uma grande parada militar para 24 de junho, celebrando a vitória sobre a Alemanha nazi, originalmente planeada para 09 de maio, mas cancelada devido à pandemia.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.