Riscas foram denominador comum dos três desfiles do primeiro dia da ModaLisboa

Riscas foram denominador comum dos três desfiles do primeiro dia da ModaLisboa

 

Lusa/AO online   Nacional   12 de Out de 2012, 10:03

As riscas foram o denominador comum nos desfiles dos três designers de moda que apresentaram coleções no primeiro dia da 39ª edição da ModaLisboa, que decorre até domingo no Pátio da Galé.

Esta edição arrancou quinta-feira, pelas 19:50 (hora de Lisboa), quase uma hora depois do previsto, com a apresentação da coleção para a primavera de 2013 de Ricardo Preto, para quem aquela estação do ano é "um tempo de renascimento", em que "novos picos de alegra são esperados e ansiados".

Nas peças desta coleção, as riscas tanto surgem largas, na vertical - a lembrar as casas da praia da Costa Nova, no distrito de Aveiro -, como finas.

Os vestidos são curtos e as camisas longas, com ou sem mangas, em cores que vão dos cremes aos vermelhos e laranjas.

Nas palavras de Ricardo Preto, as silhuetas das mulheres que vestem as peças desta coleção são "longas, geométricas, misteriosas e de contornos acentuados e justos".

Cerca de uma hora depois, foi a vez da dupla White Tent apresentar as suas propostas para a primavera do próximo ano, inspiradas "nos Jogos Olímpicos de Londres".

Pela ‘passerelle’ do Pátio da Galé desfilaram manequins vestidas com tecidos que, para esta dupla, "refletem o espírito, energia e movimento que o desporto tem".

Nos padrões, além das riscas, os White Tent apresentaram também algumas peças com flores desenhadas com pequenos buracos no tecido. Nas cores predominaram o cinzento, o azul, o amarelo fluorescente e o coral.

O dia terminou com o desfile da coleção de Filipe Faísca, que teve como conceito ‘o limite’.

Mais uma vez, as riscas, utilizadas tanto na horizontal, como na vertical e na diagonal, em azul, coral e preto, foram uma escolha para adornar as peças cinzentas.

O preto, o vermelho e o amarelo foram as cores de eleição de Filipe Faísca, que recorreu ainda a um estampado de pele de cobra.

As transparências e os plissados também estiveram em destaque no desfile, que terminou com o designer de moda e as manequins a dançarem ‘passerelle’ fora.

A 39.ª edição da ModaLisboa continua na sexta-feira com a inauguração da exposição de Janis Dellarte, no MUDE - Museu do Design e da Moda, e os desfiles, no Pátio da Galé de Alexandra Moura, Pedro Pedro, Os Burgueses e Luís Buchinho.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.